Em seu site “O Cafezinho” o jornalista Miguel do Rosário ressalta a perda de popularidade do presidente nos grupos e regiões que mais contribuíam com a sus eleição.

Miguel do Rosário registra que a pesquisa XP/Ipespe divulgada hoje, com trabalho de campo realizado nos dias 26 e 27 de maio, confirma o que outros levantamentos vem mostrando: uma forte deterioração da imagem de Bolsonaro.

A rejeição (ruim e péssimo) do governo Bolsonaro entrou numa espiral ascendente nos últimos três meses, e hoje está perto de 50%, ao passo que sua aprovação positiva (bom e ótimo) caiu a seu menor nível dessde o início do histórico, aproximando-se de 25%.

Abaixo, trazemos gráficos com a evolução de Bolsonaro em diferentes segumentos da sociedade. Em quase todos eles, vemos uma piora expressiva da imagem do governo. Até mesmo em setores onde antes o governo ainda mantinha forte aprovação, como no Sul do país e entre evangélicos, a pesquisa identificou que hoje a rejeição é maior que a aprovação.

Leia a análise completa no O Cafezinho:

Pesquisa XP/Ipespe: Bolsonaro agora é rejeitado também entre evangélicos e no Sul