Nova rodada da Pesquisa XP-Ipespe divulgada nesta terça-feira (17) pela coluna Radar, da revista Veja, mostra que Lula (PT) continua aumentando a vantagem sobre Jair Bolsonaro (Sem partido) nas simulações da disputa presidencial em 2022.

O levantamento mostra rejeição ao voto impresso. O grupo contrário ao voto impresso atingiu 58%. Apenas 36% são favoráveis (7% não souberam ou não responderam).

A maior parte da população defende o impeachment do chefe de governo. 50% são favoráveis; 46% se dizem contrários.

Além disso, o levantamento questionou sobre a CPI da Covid. 57% dos entrevistados aprovam o trabalho do colegiado; 67% disseram seguir o funcionamento da CPI.

Rejeição

O presidente Jair Bolsonaro registrou aumento cada na sua rejeição, que bateu 54%, dois pontos a mais do que no estudo anterior, divulgado em julho. Os que consideram bom ou ótimo seu governo oscilaram de 21% para 20% e os que consideram a atuação de Bolsonaro regular foram de 25% para 23% – 2% não opinaram.

A insatisfação vem acompanhada de uma piora na percepção da direção da economia. O grupo dos que a veem no caminho errado, que vinha diminuindo a partir de abril, cresceu 4 pontos percentuais e chegou a 63%, mesmo patamar registrado em maio.

A visão contrasta com outros indicadores sobre a situação econômica: a percepção sobre as chances de manutenção de emprego, por exemplo, segue em tendência de alta desde maio. O grupo que vê possibilidade grande ou muito grande de continuar empregado chega a 56%.

Foram realizadas 1.000 entrevistas, de abrangência nacional, de 11 a 14 de agosto. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.

A pesquisa registrou também estabilidade sobre o sentimento da população em relação à pandemia: o grupo dos que dizem estar com muito medo do surto oscilou de 38% para 39% — esta é a primeira vez desde abril que essa fatia dos entrevistados não reduz seu tamanho.

Com informações da Veja, Fórum e Brasil247