Democrata também virou no Arizona, onde Trump venceu em 2016.

Foi uma noite na montanha russa. Em primeiro lugar, as pesquisas fracassaram fragorosamente.

Donald Trump venceu em estados nos quais os democratas acreditavam ter chance.

Com um comparecimento maciço de seus eleitores na zona rural e em cidades do interior, o presidente saiu na frente em vários estados.

Biden venceu surpreendentemente no Arizona. E saiu na frente em Nevada, onde tem apenas 8 mil votos de vantagem.

Porém, os votos que faltam contar em Nevada são os que foram enviados pelo correio, nos quais os democratas tem vantagem de até 75%.

Por volta das 11 da manhã, Biden conseguiu uma virada no estado de Michigan, onde chegou a perder de Trump por mais de 200 mil votos.

Mantidos estes resultados, Biden tem garantidos ao menos 271 votos no Colégio Eleitoral, quando precisa de 270.

Os democratas mantém a esperança em dois outros estados onde Trump está na frente: Geórgia e Pensilvânia.

Na Pensilvânia, Trump tem mais de 600 mil votos de vantagem, mas existem ao menos 1 milhão de votos enviados pelo correio para serem contados, de regiões fortemente democratas.

No voto popular, Joe Biden tem vantagem de 2,6 milhões de votos até agora.