Nesta segunda (28), o empresário bolsonarista Carlos Wizard, “padrinho” da cloroquina voltou ao Brasil.

Ele desembarcou no aeroporto de Viracopos (Campinas – SP) por volta das 09h20 e entregou seu passaporte à Polícia Federal.

A Justiça Federal já havia determinado a retenção do documento.

Após a entrega, ele embarcou em um jatinho particular para Brasília (DF).

O empresário presta depoimento, como investigado, à CPI da Covid nesta quinta (30).

Com informações do DCM