O prefeito em exercício se reuniu ainda com os vereadores de Aparecida para debater novas ações de combate ao avanço do coronavírus na cidade.

O prefeito em exercício de Aparecida de Goiânia, Veter Martins, participou no fim da tarde desta quinta-feira, 02, de uma videoconferência com o governador Ronaldo Caiado e mais de 100 prefeitos e prefeitas de Goiás.  Na pauta da conversa entre o governo e os municípios o apoio às decisões tomadas pelo Estado e orientadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Aparecida tem seguido as orientações do governo estadual, que segue as orientações da Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde, porque entendemos que as medidas sanitárias são necessárias para preservar vidas”, destacou o prefeito em exercício.

Veter ressaltou também que o município vem adotando, desde o dia 16 de março, medidas de saúde, sociais e econômicas para minimizar os impactos em nossa comunidade, com isso foram criados o Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao novo Coronavírus e também publicada a Portaria 13/2020, republicada com correção no DOE de 31/03/2020 que orienta o fechamento de todos os estabelecimentos que não são essenciais à saúde dos munícipes pelo período de 30 dias.

“O prefeito Gustavo Mendanha tem também dialogado com o governador e me orientado neste momento tão difícil pra todos nós. Nesta sexta-feira, volto a me reunir remotamente com o governador para tratar das demandas específicas da nossa cidade”, salientou o prefeito em exercício Veter Martins que pondera que todas as decisões tomadas em Aparecida são debatidas junto ao Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao novo Coronavírus de Aparecida.

Fazem parte do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao novo Coronavírus conta com o gabinete do Prefeito, secretaria de Saúde, demais secretarias municipais, Câmara Municipal dos Vereadores, Curadoria da Saúde e Cidadania do Ministério Público de Goiás; da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg); Sebrae Goiás – Regional Aparecida, OAB Subseção Aparecida; SESI/SENAI Aparecida; do Conselho Municipal das Associações de Moradores de Aparecida de Goiânia (Camap) e hospitais São Silvestre e Santa Mônica.

Câmara 

Mais cedo, o prefeito em exercício de Aparecida, Veter Martins, e o secretário de saúde, Alessandro Magalhães, coordenador do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao COVID-19, reuniram na tarde desta quinta-feira, 02, com todos os vereadores do município no Espaço Multiuso da Cidade Administrativa. Na pauta o decreto de calamidade pública e a possibilidade de colocar os servidores públicos municipais, comissionados e efetivos, de todas as secretarias da prefeitura à disposição, podendo ser convocados quando necessário, para prestarem auxílio à Secretaria Municipal de Saúde, já que a demanda tem sido intensificada nesse período.

“Entendemos que as ações desenvolvidas em conjunto podem gerar melhores resultados. Por isso é importante que todos os nossos servidores estejam integrados com os trabalhos de prevenção e enfrentamento ao coronavírus”, disse Veter Martins.

Projeto de Lei do Executivo que decreta calamidade pública no município será enviado à Câmara Municipal nesta sexta-feira, 03. Presente na reunião, o presidente da Câmara, Vilmar Mariano (MDB) ressaltou que irá convocar sessão para votação do decreto de calamidade pública. “Legislativo e Executivo estão juntos nessa luta desde o início”, comentou. Os vereadores Rosildo Manoel (PP) e Edilson Ferreira (MDB) destacaram também a parceria entre os poderes nesse momento.

“Nós estamos alinhando as ideias nesse momento para votação do projeto. O Executivo e Legislativo estão unidos no combate a essa pandemia. E iremos votar o projeto em virtude da necessidade”, afirmou o vereador Rosildo Manoel (PP).  “Precisamos entender as necessidades da nossa população. O momento é de cooperação e de luta”, disse o vereador Edilson Ferreira (MDB).