Matéria do Correio Braziliense mostra vários membros da família do vereador foram infectados pelo coronavírus, inclusive ele mesmo, que agora sofre críticas das redes sociais bolsonaristas por alertar a população sobre os riscos do coronavírus.

Apoiador de Bolsonaro desde a campanha do presidente, Sargento Silvano investiu até mesmo em uma honraria aprovada em 2019 na Câmara Municipal que declarou o presidente como Cidadão de Belém. Agora, o vereador se arrepende da ação e discorda da posição do presidente. “Sou totalmente contra o Bolsonaro hoje, por uma postura louca dele, sem limites. Consegui graças a Deus abrir os meus olhos”, diz.

No final de março, Sargento Silvano se posicionou no Twitter em favor do presidente, defendendo que o isolamento social seria prejudicial à economia.

“Com 30 dias todos verão que o presidente Bolsonaro tinha razão (abertura imediata do comércio). Como parlamentar estou preocupado”, escreveu.

“Agora defendo o lockdown. Meu pai, por exemplo, construiu um patrimônio, mas quando foi enterrado não levou nem a roupa do corpo. Foi enterrado no lençol do hospital e em um saco”, disse o vereador, em entrevista ao Uol. Sargento Silvano também diz que organizou um grupo para desinfetar bairros em Belém e doar alimentos para a a população vulnerável.

 

Com informações do Correio Braziliense.