Candidato a prefeito viu de perto o trabalho realizado pela associação que trabalha pela valorização e apoio aos deficientes físicos em Goiânia.
Hoje (1/10), em visita às instalações da ADFEGO (Associação dos Deficientes Físicos do Estado de Goiás), encontrei com essa figura importante da ação social goianiense, o Tio Cleobaldo.

Ser humano de coração enorme, se dedica há 45 anos ao trabalho social focado no auxílio às famílias carentes e pessoas em situação de rua. O objetivo, segundo ele, é proporcionar um pouco de dignidade, respeito e compaixão para os que procuram ajuda”, declarou Vanderlan nas suas redes sociais.

De acordo com o candidato, o presidente da ADFEGO, éreconhecido por muitos como “O Homem que mata a Fome” em Goiânia e Aparecida de Goiânia. Também é chamado de “Pai” por muitos que estão nas ruas.

“Além de alimentos, consegue medicamentos, internações hospitalares, documentos pessoais e várias outras necessidades básicas para a população. Também promove a “Campanha do Agasalho”, e na época do Natal arrecada brinquedos novos e usados para fornecer às famílias carentes”, frisa.
Voluntariado
Líder de uma associação de voluntários em Goiânia, Cleobaldo Martins de Oliveira, de 76 anos, se recuperou da Covid-19. Ele adoeceu no final do mês de maio, precisou ser internado, mas recebeu alta médica.

A entidade que ele lidera, Associação Tio Cleobaldo, é conhecida na Capital por ajudar moradores de rua, principalmente com doação de alimentos. O grupo existe oficialmente há quase dez anos, mas o idoso conta que desde jovem sempre realizou ações para beneficiar pessoas que estão passando por alguma dificuldade.

Segundo os voluntários, mesmo sem atuar diretamente nas ações da associação, Cleobaldo não se desliga dos compromissos com os assistidos. Quem o acompanha garante que, mesmo enquanto estava doente, queria saber de tudo que estava acontecendo e dava sua dicas e orientações.

Por meio das redes sociais, os demais voluntários registram que continuam ajudando pessoas em situação de rua e mostram um pouco do trabalho que tem sido feito durante a pandemia do coronavírus.

“Uma honra encontrar este homem que é um exemplo para mim. Ser humano abençoado e que tanto faz bem às pessoas!”, finalizou Vanderlan.