Senador considera que é preciso dar segurança aos investidores num mercado que movimenta bilhões de dólares em todo o mundo.

O presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT), senador Vanderlan Cardoso (PP) presidiu uma audiência pública conjunta da CCT e da Comissão de Assuntos Econômicos(CAE), que reuniu especialistas do setor de criptomoedas e representantes da Receita Federal. Os especialistas defenderam a regulamentação do mercado de operações envolvendo criptomoedas (moedas virtuais negociadas pela internet), que movimenta bilhões de dólares no mundo, inclusive no Brasil.

Apesar da Receita Federal ter adotado normas para tributar os ganhos de capital, a partir das operações realizadas no Brasil, o senador entende que a nova modalidade de operações financeiras baseadas em moedas digitais, precisa ser mais detalhada para se obter transparência total. “É um volume de recursos muito alto operacionalizado no Brasil e no Mundo e que os investidores precisam de segurança e de transparência”, observou Vanderlan.

O presidente da CCT, que na audiência conjunta alternou a presidência da audiência com o senador Flávio Arns, presidente da CAE, mencionou que o encontro foi proveitoso e esclarecedor em relação ao mercado das criptomoedas, no Brasil e no mundo. “A audiência foi requerida pelos senadores Flavio Arns (REDE-PR) e Styvenson Valentin (Podemos-RN), e por cerca de 3 horas, os especialistas destacaram a segurança do mercado no Brasil e no Mundo”, destacou Vanderlan Cardoso.

Participaram dos debates a presidente da Associação Brasileira de Criptoeconomia, Natália Garcia; o representante da Receita Federal, Rafael Santiago Lima e o presidente da Associação Brasileira de Criptomoedas e Blockchain, Fernando de Magalhães Furlan. A população participou através do Portal e-cidadania, do Senado Federal.