Aliado e guru de Bolsonaro, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, citou o Brasil como mau exemplo no combate à pandemia do coronavírus.

Segundo ele, se os EUA agissem que nem o Brasil o país teria mais de 2 milhões mortos. Assim como a Suécia, Trump diz que faltou aos brasileiros a imposição da quarenta. As hashtag #TrumpComunista e #AtéTrump ocuparam as primeiras posições do top trending do Twitter.

 “Se você olhar para o Brasil, eles estão passando por dificuldades. A propósito, eles estão seguindo o exemplo da Suécia. A Suécia está passando por um momento terrível. Se tivéssemos feito isso, teríamos perdido 1 milhão, 1 milhão e meio, talvez até 2 milhões ou mais de vidas”, disse Trump na Casa Branca.

Com 1,9 milhão de infectados, os Estados Unidos são o país como maior número de infectados do planeta, seguido do Brasil com 615 mil casos e quase 35 mil mortos.

No parlamento, as declarações do presidente norte-americano repercurtiram. A líder do PCdoB na Câmara dos Deputados, Perpétua Almeida (AC), disse que a situação de Bolsonaro está ruim. “Até o Trump, seu amigo, critica as mortes por Covid no Brasil. Diz que, se eles se comportassem igual, milhões morreriam nos EUA”, publicou a líder no Twitter.

“Bolsonaro, lacaio de Trump, sendo apontado como exemplo mundial de fracasso diante do coronavírus. O que os minions discípulos do tio Sam dirão? Trump tem razão ou é o mais novo integrante da lista de comunistas?”, ironizou o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP). “Até o Trump critica Bolsonaro”, emendou o colega de bancada Renildo Calheiros (PE).

A deputada Alice Portugal (PCdoB-BA) destacou a fala no tocante ao país como exemplo. “Trump afirma que se o país tivesse agido como o Brasil, eles teriam perdido 1 milhão ou até mais vidas para o coronavírus. Até ele reconhece o desastre que é esse governo brasileiro. Bolsonaro envergonha o Brasil”, disse.

O líder do PSB na Câmara, deputado Alessandro Molon (RJ) considerou as declarações de Trump uma pancada em Bolsonaro. “Disse que, se tivesse agido como o Brasil, os EUA chegariam a 2,5 milhões de mortos. Até o aliado de Bolsonaro reconhece a desgraça que é o governo! Bolsonaro envergonha o Brasil. Precisamos voltar a ser um bom exemplo pro mundo”, tuitou o deputado.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) disse que as declarações de Trump é o reconhecimento da tragédia brasileira. “Até o ‘ídolo’ de Bolsonaro reconhece a tragédia que é o seu Governo. Trump afirmou que, se tivesse agido na pandemia como o Brasil agiu, os EUA chegariam a 2,5 milhões de mortes. Com Bolsonaro o Brasil é exemplo de desgraça no mundo!”, protestou o senador.

 

Com informações do Poetal Vermelho