Projeto Horta Escolar, da Prefeitura de Trindade, já apresenta colheitas de verduras e legumes após 45 dias.

Parceiros visitaram unidades de ensino do Município onde está sendo desenvolvido o programa. Prefeitura, Itagi Agro, Sindicato Rural de Trindade e Sistema Faeg/Senar conhecem primeiros resultados. Cada horta possui 32 metros quadrados. É toda cercada e permite que alunos possam manusear mudas, acompanhar crescimento das plantas e realizar colheita

Equipe da Prefeitura de Trindade e parceiros do Projeto Horta Escolar visitaram, nesta quarta-feira (04/08), unidades de ensino onde o trabalho começou a ser realizado, há 45 dias.

Os parceiros são a Itagi Agro, o Sindicato Rural de Trindade e o Sistema Faeg/Senar.

Cada horta possui 32 metros quadrados. É toda cercada e permite que os alunos possam manusear as mudas, acompanhar o crescimento das plantas e ainda realizar a colheita.

O primeiro local visitado foi o Cmei Joaquina Vicente Braz, no Setor Sol Dourado. A diretora, Magda Batista, falou sobre a importância do projeto para as crianças matriculadas na unidade.

“É um projeto que realmente vem ajudar nossas crianças com a lida com a terra, com as plantas. Tudo isso é um benefício muito grande em termos de aprendizagem”, diz Magda Batista.

A horta da Escola Municipal Padre Antão Jorge, na Vila Redenção, produz muito. Em pouco tempo já foi possível colher verduras e legumes. Agora é esperar a possibilidade de retorno às aulas presenciais para que os alunos também participem do processo desde o plantio à colheita.

Por último, a equipe da Prefeitura de Trindade e os parceiros estiveram na Escola Municipal Maria Dolores, no Setor Renata Parque, Região Leste. O local também já produziu muito desde a implantação do Projeto Horta Escolar.

A empresa Itagi Agro fornece as mudas ou sementes, coloca tela e estacas e ainda disponibiliza profissionais agrônomos para que acompanhem o trabalho em cada local onde a Horta Escolar está instalada.

“Temos uma alegria muito grande de participar, em parceria com a Prefeitura de Trindade, de um projeto como esse que traz mais que educação nas escolas, mas um ensinamento para o povo de Trindade de que o potencial daqui é enorme para diversas culturas”, explica o sócio proprietário da Itagi Agro, Jarley Couto.

O Sistema Faeg/Senar fornece os cursos para que os profissionais da educação possam trabalhar com as Hortas Escolares e repassar os ensinamentos aos alunos.

“Tudo aqui é orgânico e isso é muito importante para a saúde de todos. É uma horta que vai continuar por muito tempo ainda”, pontua a mobilizadora do Sindicato Rural.

“A nossa programação é que todas as escolas do município tenham hortas como essas que visitamos hoje”, destaca o presidente da Agência de Agricultura e Abastecimento, Esmeraldo Filho.

“Sem essa parceria que temos aqui com a Itagi Agro, Sindicato Rural, Sistema Faeg/Senar e ainda a Secretaria Municipal de Educação seria impossível colocar em prática esse projeto que beneficia toda da população de Trindade”, conclui Esmeraldo Filho.