Candidata consegue desvincular seu partido, o PL, da campanha do MDB e ganha o tempo da legenda horário eleitoral para fazer sua campanha à prefeitura de Goiânia.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) deferiu a candidatura de Dra. Cristina (PL) à Prefeitura de Goiânia e devolveu à candidata o tempo de TV para propaganda eleitoral gratuita.

O recurso da coligação Para Goiânia Seguir Em Frente (Republicanos / MDB / PL / Patriota / PCdoB) do candidato Maguito Vilela foi julgado pouco antes das 20h desta segunda-feira (26).

Na decisão, o DRAP (Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários) apresentado pela coligação foi impugnado, e o PL foi retirado da chapa de Maguito.

Em votação unânime, a corte concedeu o tempo de TV e Rádio à candidata Dra. Cristina em caráter imediato, em detrimento da coligação liderada pelo MBD. Os magistrados também cassaram a decisão do juiz de primeiro grau, Wilson da Silva Dias, que indeferia o registro de candidatura de Dra. Cristina.

Na prática, a decisão tem efeito imediato e reconhece como legítima a convenção que aclamou Cristina candidata à prefeitura de Goiânia. Com a exclusão do PL da coligação liderada pelo MDB, mais de 36 segundos de televisão serão retirados da campanha emedebista e destinados à candidatura de Dra. Cristina.

A advogada Nara Lopes Bueno comemorou a decisão afirmando que se trata de uma “vitória das mulheres, da justiça e uma grande correção da distorção de violência política”.
A candidata Dra. Cristina (PL) também comemorou com emoção o acontecimento. Em vídeo publicado em suas redes sociais, a vereadora afirma: “estou aqui para servir as pessoas dessa cidade e não me servir da política”