O experiente jornalista Fernando Brito mostra que mais uma leva de diálogos revelados pelo The Intercept revelam o zelo do procurador Deltan Dallagnol – e de outros integrantes do Ministério Público – em não criar dificuldades para seu chefe, Sérgio Moro, já indicado ministro, com o escândalo das movimentações financeiras do desaparecido Fabrício Queiroz que beneficiavam o “Filho 01” e a mulher do presidente Jair Bolsonaro, dois dias depois de revelado o caso.

Diálogo:

DELTAN DALLAGNOL – 00:56:50 –HTTPS://NOTICIAS.UOL.COM.BR/POLITICA/ULTIMAS-NOTICIAS/2018/12/07/BOLSONARO-DIZ-QUE-EX-ASSESSOR-TINHA-DIVIDA-COM-ELE-E-PAGOU-A-PRIMEIRA-DAMA.HTM
DALLAGNOL – 00:58:15 – [IMAGEM NÃO ENCONTRADA]
DALLAGNOL – 00:58:15 – [IMAGEM NÃO ENCONTRADA]
DALLAGNOL – 00:58:38 – COAF COM MORODALLAGNOL – 00:58:40 – AIAIAI
JULIO NORONHA – 00:59:34 – 
DALLAGNOL – 01:04:40 – [IMAGEM NÃO ENCONTRADA]
JANUÁRIO PALUDO – 07:01:20 – ISSO LEMBR
PALUDO – 07:01:48 – LEMBRA ALGO DELTAN?
PALUDO – 07:03:08 – AIAIAI
JERUSA VIECILLI – 07:05:24 – FALO NADA … SÓ OBSERVO 
DALLAGNOL – 08:47:52 – KKK
>DALLAGNOL – 08:52:01 – É ÓBVIO O Q ACONTECEU… E AGORA, JOSÉ?DALLAGNOL – 08:53:37 – MORO DEVE AGUARDAR A APURAÇÃO E VER QUEM SERÁ IMPLICADO. FILHO CERTAMENTE. O PROBLEMA É: O PAI VAI DEIXAR? OU PIOR, E SE O PAI ESTIVER IMPLICADO, O QUE PODE INDICAR O ROLO DOS EMPRÉSTIMOS?
DALLAGNOL – 08:54:21 – SEJA COMO FOR, PRESIDENTE NÃO VAI AFASTAR O FILHO. E SE ISSO TUDO ACONTECER ANTES DE APARECER VAGA NO SUPREMO?
DALLAGNOL – 08:58:11 – AGORA, BOLSO TERÁ ALGUM INTERESSE EM APARELHAR A PGR, EMBORA O FLÁVIO TENHA FORO NO TJRJ. ÚLTIMA SAÍDA SERIA DAR UM MINISTÉRIO E BLINDAR ELE NA PGR. PRA ISSO, TERIA QUE ACHAR UM COLEGA BEM TRAMPA
ATHAYDE RIBEIRO COSTA – 08:59:41 – É SO COPIAR E COLAR A ULTIMA DENUNCIA DO GEDDEL
ROBERSON POZZOBON – 09:02:52 – ACHO QUE MORO JÁ DEVIA CONTAR COM A POSSIBILIDADE DE QUE ALGO DO GÊNERO ACONTECESSE
POZZOBON – 09:03:19 – A QUESTÃO É QUANTO ELE ESTARÁ DISPOSTO A FICAR NO CARGO COM ISSO OU SE MAIS DISSO VIR
DALLAGNOL – 09:04:38 – EM ENTREVISTAS, CERTAMENTE VÃO ME PERGUNTAR SOBRE ISSO. NÃO VEJO COMO DESVIAR DA PERGUNTA, MAS POSSO IR ATÉ DIFERENTES GRAUS DE PROFUNDIDADE. 1) É ALGO QUE PRECISA SER INVESTIGADO; 2) TEM TODA A CARA DE ESQUEMA DE DEVOLUÇÃO DE PARTE DOS SALÁRIOS COMO O DA ALINE CORREA QUE DENUNCIAMOS OU, PIOR ATÉ, DE FANTASMAS.
DALLAGNOL – 09:05:54 – AGORA, O QUANTO ELE VAI BANCAR A PAUTA MORO ANTICORRUPCAO SE O FILHO DELE VAI SENTIR A PAUTA NA PELE?
ANDREY BORGES DE MENDONÇA – 09:21:16 – UMA VEZ PEDI NO CASO DA CUSTO BRASIL E O PT ALEGOU Q ERA IMPENHORÁVEL SEGUNDO A LEI ELEITORAL. O JUIZ ACABOU DESBLOQUEANDO SEM OUVIR A GENTE. MAS CONFESSO Q NAO SEI SE PROCEDE.
PALUDO – 09:37:52 – TEM QUE INVESTIGAR. E ISSO QUE ELE SEMPRE DIZ. NA PIOR DAS HIPÓTESES, PODEM IR OS ANÉIS (FILHO E MULHER), MAS FICAM OS DEDOS. SERIA MUITO TRAUMÁTICO O GENERAL ASSUMIR NO LUGAR DELE.

Um mês depois, Dallagnol, o sempre falante, discorre sobre as desvantagens de falar ao Fantástico, da Globo, sobre um caso que envolveria o deputado Paulo Pimenta que levaria a ter de comentar o caso Queiroz, sugerindo que se evite falar ou que , ao falar, fique no “nível um”, ou seja, dizer que “é algo que precisa ser investigado”.

Leia, na íntegra, os diálogos levantados pelo The Intercept