Após Equador, Chile e Bolívia, chegou a vez da Colômbia de registrar grandes manifestações contra o governo. Teve alta adesão nesta quinta-feira 21/11 uma jornada de paralisação e protestos contra a política econômica do presidente direitista Iván Duque.

As manifestações aconteceram nas principais cidades do país e, diante da insatisfação popular, as Forças Armadas entraram em alerta. Em Cali, houve forte repressão da polícia contra manifestantes e, na sequência, o prefeito decretou toque de recolher.

Segundo algumas das organizações sociais envolvidas na mobilização, a greve tem o objetivo de repudiar a reforma trabalhista de Duque, que avança na redução de salários para os jovens, bem como a reforma previdenciária, que coloca em risco os idosos.

A TeleSUR informa que os manifestantes criticam ainda a corrupção no país, as privatizações e a intenção de reduzir impostos sobre grandes empresas, ao mesmo tempo em que o governo pretende aumentar impostos para os trabalhadores.

De acordo com a revista Forum, mais de um milhão de colombianos tomaram as ruas nesta quinta, sendo que as principais mobilizações aconteceram em Medellín, Cali, Barranquila e Bogotá, que reuniram, cada uma, mais de 100 mil pessoas.

Veja algumas imagens do dia de luta do povo colombiano:

Here’s a small slice of the huge crowd gathered for Colombia’s national protests today. The broad coalition of groups participating issue a general rejection of the rightist government of President Ivan Duque. #21Nov pic.twitter.com/kEyPHQ2if6

— Dylan Baddour (@DylanBaddour) November 21, 2019

teleSUR English@telesurenglish

| Thousands march in Cali joining national strike. They demand peace and reject Ivan Duque’s economic policies. In response, their local government announced a curfew will come into effect Thursday night at 7:00 pm. Photo credit: @_fransua

Ver imagem no Twitter
57 pessoas estão falando sobre isso

teleSUR TV

@teleSURtv

Este 21 de noviembre las calles de 🇨🇴 se llenan de miles de manifestantes que se convocaron para el 👉http://bit.ly/2XypLL6 

Al paro se unieron sectores de trabajadores, estudiantiles, indígenas, jubilados, artistas y ciudadanía en general

Ver imagem no Twitter
76 pessoas estão falando sobre isso

Bella ciao
Es una canción popular italiana que fue adoptada como un himno de la resistencia antifascista. ,se usa en todo el mundo como un himno antifascista de libertad y resistencia.
Colombia no fue la excepción 💪😎🇨🇴 pic.twitter.com/PyfHq9NUmn