Com a determinação do ministro Alexandre Moraes, do  Supremo Tribunal Federal, o twitter suspendeu nesta sexta (24) as contas de vários membros da milícia digital bolsonarista. Ao todo, são 16 contas.

Os perfis de figuras como Roberto Jefferson, Allan Terça Livre, Sara Winter e Bernardo Kuster foram removidos da rede social por decisão do ministro do STF, Alexandre de Moraes. Os empresários Luciano Hang, Edgard Corona e Otávio Fakhoury também foram alvos da ação.

Todos eles são investigados no inquérito das fake news no Supremo Tribunal Federal.

Em maio, o grupo já havia sido alvo de mandados de busca e apreensão autorizados por Moraes, no âmbito do inquérito que apura ameaças e ataques aos ministros da Corte e a disseminação de notícias falsas.

Em junho, o ministro determinou que redes sociais como Facebook, Twitter e Youtube forneçam dados de monetização de páginas bolsonaristas.

Na ocasião, o ministro havia determinado o bloqueio das contas nas redes sociais de 16 aliados e defensores do governo Jair Bolsonaro.