De acordo com o site russo, cientistas o Centro Estatal Científico Vektor devem conduzir os testes clínicos da vacina entre junho e agosto deste ano, e já em setembro deverá ser iniciada a produção do medicamento.

O governo da Federação da Rússia revelou seu o plano e calendário de desenvolvimento, registro estatal, inclusive por procedimento acelerado, e o início da produção industrial de vacinas para profilaxia da infecção pelo novo coronavírus.

A informação foi oficialmente passada pela vice-premiê da Rússia, Tatiana Golikova, que disse que  pelo menos dez organizações estatais estão envolvidas no desenvolvimento de uma vacina, sendo que três delas se sobressaíram durante o processo.

Segundo Tatiana, o Instituto Gamalei deverá conduzir os testes clínicos da vacina entre junho e agosto deste ano, e já em setembro deverá ser iniciada a produção do medicamento.

Com prazos semelhantes avança com seu projeto de vacina o Centro Estatal Científico Vektor, cuja vacina deverá ser registrada em setembro.

Já a Agência Federal Biomédica de São Petersburgo também dará início aos testes entre setembro e dezembro de 2020, sendo que no último mês do ano deverá iniciar sua produção.

 

Leia também no Sputinik:

Os campos de concentração para nazistas e japoneses no Brasil