,Voluntários do Programa Mãos Que Ajudam, da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, distribuíram centenas de máscaras de tecido para os usuários da unidade para ajudar a conter a disseminação do Coronavírus.

 

Em Aparecida de Goiânia , desde abril, o Programa já doou mais de seis mil máscaras para comunidades carentes, clínicas de reabilitação, unidades Básicas de Saúde e de Pronto Atendimento (UBSs e UPAs), projetos sociais, abrigos para idosos, escolas municipais e trabalhadores da limpeza urbana, dentre outros.  

 O secretário de Saúde, Alessandro Magalhães, que também preside o Comitê de Prevenção e Enfrentamento à Covid-19 em Aparecida, agradece as doações e enaltece iniciativas como a do Mãos Que Ajudam: “A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) tem recebido doações de todos os tipos para o enfrentamento à pandemia e é sempre uma alegria receber esse apoio fundamental da sociedade organizada e dos cidadãos. A luta contra a disseminação do vírus requer planejamento e rigor científico dos governos e a união das instituições e pessoas para ajudar no que for possível.

Nesse momento de desafios históricos e inéditos, receber doações não representa somente a ajuda material, é algo que nos estimula imensamente a trabalharmos mais e melhor pela população”.

Mobilização em 57 países      

Segundo o líder dos voluntários, Vinícius Ferreira Barbosa, em 2020, por causa da pandemia de Covid-19, os projetos do Mãos que Ajudam foram direcionados para o fornecimento de materiais e a conscientização da sociedade sobre a importância de se tomar as devidas precauções para evitar a doença:

“Em todo o mundo, nossa igreja já aprovou mais de 100 projetos humanitários de enfrentamento ao Coronavírus em 57 países. O Mãos que Ajudam é um programa permanente de ajuda comunitária da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias que mobiliza milhares de pessoas de todas as idades no mundo. No Brasil, temos, desde o ano 2000, cerca de 150 mil voluntários estendendo a mão a quem precisa. Nossa motivação maior é o amor ao próximo”.

As máscaras doadas no Cais foram feitas com cretone 75% algodão em dupla face segundo as recomendações do Ministério da Saúde (MS) e foram confeccionadas por voluntários, membros de Igreja ou não. Eles doaram materiais, cortaram, costuraram, lavaram, passaram, embalaram e entregaram.

De acordo com Vinícius Ferreira, em todo o Brasil a Igreja doará cerca de 3 milhões de máscaras, sendo mais de 20 mil apenas na Região Metropolitana de Goiânia.