“Tem muitas coisas, mas a declaração do dono da Havan, que se autodeclara como ‘véio da Havan’. Ele veio a público pedir a minha cabeça. Ele é um dos maiores patrocinadores do SBT e de outras grandes emissoras também. Então, ali eu já sentia alguma coisa”, disse a apresentadora Sheherazade ao colunista Léo Dias, do portal Metrópoles.

Do Viomundo – Sherazade não teve o contrato renovado depois de 9 anos na emissora.

Sheherazade foi uma das “novas” vozes da direita a promover o antipetismo na onda que levou ao golpe de 2016.

Porém, passou a fazer críticas ao presidente Jair Bolsonaro em suas redes sociais.

No Instagram, ela tem quase 800 mil seguidores.

Foi alvo do ódio do bolsonarismo.

“Estaremos todos no mesmo barco. à deriva. seremos todos náufragos de uma só tragédia previamente anunciada. Na luta insana contra a democracia, o primeiro ataque é contra a verdade. A última vítima do autoritarismo é a liberdade”, escreveu ela depois de ataques do presidente Bolsonaro a jornalistas.

A apresentadora já havia afirmado que passou a sofrer ameaças de morte depois que passou a criticar o ocupante do Planalto.