Ídolo de milhões de brasileiros cantor celebrado no filme “Os filhos de Francisco” engaja-se na bandeira bolsonarista do voto impresso.

Zezé Di Camargo convocou em um vídeo  bolsonaristas para ir às ruas em defesa do voto impresso, nova bandeira de Jair Bolsonaro para tentar golpear as eleições presidenciais de 2022.

“Todos às ruas no dia primeiro em defesa do voto auditávell”, disparou.

Zezé já fez declarações em outras campanhas. Em 2002, cantou em shomícios da dupla Lula e José Alencar; depois mudou o disco em favor de Aécio Neves em 2014. Presentemente torce em favor das bravatas do ex-capitão Bolsonaro.

O cantor vive um drama pessoal. Dono de voz reconhecidamente melodiosa,  enfrenta problema nas cordas vocais.

Zezé Di Camargo vem apresentando problemas com sua voz desde 2008, quando sofreu o rompimento de um cisto em suas cordas vocais, que se dissolveu e o líquido criou uma aderência em toda a mucosa. Na época, o cantor realizou uma cirurgia na área, mas sua voz nunca mais foi a mesma desde então.

De acordo com o site “Movimento Country”,o sertanejo precisa realizar uma segunda cirurgia, de alto risco, que pode comprometer definitivamente uma das vozes mais importantes da música sertaneja.

Apesar dos conselhos recebidos de amigos para abandonar os palcos e se cuidar,  o artista reluta e revela que não vai deixar de cantar e descarta tal possibilidade.

O agravamento do estado de saúde das cordas vocais de Zezé foi o estopim para que a dupla sertaneja diminuísse o ritmo de apresentações, o que iria acontecer este ano, mas acabou sendo interrompido de vez pela pandemia.

Zezé Di Camargo e Luciano optaram por realizar algumas lives sertanejas, que foram muito comentadas nas redes sociais e tiveram como assunto principal a exaustão da voz de Zezé.

Zezé tem, como todos brasileiros, direito a opinião política, porém, como ídolo de milhões,  não pode embarcar em teorias golpistas contra a democracia.

Melhor faz se cuidar da saúde, recuperando sua potência musical, do que correr o risco de perder a voz e a noção.