Equipes da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad Goiás) e do Batalhão Ambiental da Polícia Militar de Goiás flagraram nessa semana um desmatamento irregular, sem licença ambiental, de onze hectares de área de preservação permanente e, também, de vegetação fora da área de preservação permanente em uma fazenda no município de Itapirapuã. De acordo com os agentes da Semad, a vegetação nativa do Cerrado foi destruída para criação de gado.

O produtor rural e dono da propriedade foi levado para a delegacia da Cidade de Goiás e responderá por crime ambiental. Ele foi multado em R$ 15 mil e área desmatada foi embargada.

Desde o início do mês, a Semad, em parceria com a Polícia Militar Ambiental, está realizando a Operação Temporada Araguaia 2019. Agentes estão trabalhando em conjunto na fiscalização ao desmatamento ambiental e tráfico de animais, coibindo a pesca predatória e caça irregular.

O operação também está realizando abordagens para coibir a pesca e transporte ilegal de pescado. Nesta semana, foram realizadas abordagens em embarcações nos Portos de Aruanã, Nova Crixás, Britânia e distrito de Itacaiú.

Para denunciar crimes ambientais, basta ligar para o número 190 da Polícia Militar. A denúncia será encaminhada para o Policiamento Ambiental e agentes da Semad que vão averiguar a possível irregularidade.

Água

Um monitoramento realizado pela Secretaria do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) revelou que a qualidade da água do Rio Araguaia é considerada excelente para balneabilidade. Isso quer dizer que o turista deve ficar tranquilo quanto à qualidade das águas destinada à recreação, como natação, mergulho e esqui-aquático, por exemplo.

A Semad está realizando o monitoramento sistemático para conservação das praias do Araguaia, mantendo-as em condições próprias para recreação primária e informando aos banhistas das suas condições de balneabilidade. As amostras serão colhidas e analisadas durante toda a temporada.

De acordo com Paulo Sérgio Lôbo, responsável técnico do laboratório Leolídio de Ramos Caiado, do Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas da Semad, as amostras de água serão analisadas durante toda a temporada. Na primeira etapa, entre os dias 01 a 07 de julho, a água foi colhida em 3 pontos nas cidades de Aragarças e Aruanã.

É pelo estudo da balneabilidade de uma praia, seja doce ou salgada, que se compreende a medida das condições sanitárias, objetivando a sua classificação em própria e imprópria para o banho, em conformidade com as especificações da resolução CONAMA nº 274/2000. É determinada a partir da quantidade de bactérias do grupo coliformes presentes na água.