Deputado do Pros, a segunda maior bancada na atual legislatura, defende redução do Estado, nega a privatização da Saneago, quer parceria entre o governo de Goiás e o presidente Jair Bolsonaro e apoia mudanças em curso em Brasília.  Ele diz que Jair Bolsonaro aponta ao futuro, no presente, com envio e aprovação, no Congresso Nacional, da Minirreforma Trabalhista e das reformas da Previdência e Tributá­ria.

 

Renato Dias

O deputado estadual Rubens Marques [Pros], ex-vice-presidente da Saneago, lança, já em agosto de 2019, o projeto de reeleição do inquilino da Casa Verde, Ronaldo Caiado. Para 2022. Em uma ampla frente democrática & liberal para continuar com o processo acelerado de mo­der­nização do Estado, diz. Assim como estabelecer modelos de excelência na prestação de serviços nas áreas de Educação, Saúde e Segurança Pública, propõe. Além de reduzir os índices de violência, explica. Mais: para equilibrar as finanças públicas, acabar com os desequilíbrios regionais e promover o crescimento econômico e o desenvolvimento sustentável, sublinha.

 ‘A relação de Ronaldo Caiado com Lincoln Tejota é a melhor possível, diz Rubens Marques

O parlamentar afirma que o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro [PSL], aponta para o futuro, no presente, com o envio e aprovação, no Congresso Nacional, da Minirreforma Trabalhista, da Reforma da Previdência Social, hoje à beira da insolvência, e da Reforma Tributária. Medidas adotadas para desonerar o capital, reduzir os custos da produção, estimular investimentos privados, atrair capitais internacionais e liquidar o passivo do desemprego, do desalento, do mercado de trabalho informal, da miséria extrema no País, frisa. Os indicadores econômicos, sociais e culturais de 2019 são alarmantes ainda, lamenta.

Jair Bolsonaro tem, hoje, sim, uma agenda moderna, um projeto econômico, uma con­cepção, a do Estado Mínimo, Necessário, para abrir novos horizontes a um Brasil pessimista”, afirma.

Lincoln Tejota

Rubens Marques informa, com exclusividade, ter apresentado no Palácio Alfredo Nasser, um projeto de lei para impedir o fechamento da Sama. A empresa responsável por dois mil em­pregos diretos e indiretos em Minaçu. O Amianto Crisotila não degrada a saúde do traba­lha­dor, muito menos da população, explica. A ideia do deputado estadual é garantir a produção com foco na exportação de produtos, observa. A mensagem já tramita na Casa de Leis. Proposta de sua autoria propõe a garantia de direitos aos portadores de Fibromialgia. Com o estabelecimento de um dia, no Calendário Oficial do Estado de Goiás, para abordar o tema.

– Os esforços serão feitos por Wilder Morais, presidente do Pros, para que o vice-governador Lincoln Tejota fique na legenda. A sua relação com Ronaldo Caiado é a melhor possível, assegura.