O militar da aeronáutica detido no aeroporto de Sevilla ontem,  terça-feira (25) carregava 39 quilos de cocaína em avião da FAB usado em comitiva do presidente Jair Bolsonaro em viagem ao Japão. O homem, um sargento de 38 anos, segue detido pela guarda civil espanhola.

A notícia foi divulgada pela rede RTVE, e traduzida para o português pela Revista Fórum, do jornalista Renato Rovai. Segundo a RTVE,  a guarda civil deteve o militar após verificar que ele carregava 39 quilos de cocaína distribuídos em 37 tabletes em sua bagagem. O destino final da comitiva, que fez escala na Espanha, era o Japão, onde Bolsonaro participa da cúpula do G-20 pela primeira vez.

Ao comentar sobre o caso, Bolsonaro apenas disse que o ministério da Defesa vai colaborar com as autoridades espanholas.

O avião do presidente também faria escala em Sevilla e após a divulgação deste fato a rota foi alterada para Lisboa. Enquanto isso acontecia, o ministro Sérgio Moro divulgava sua agenda afirmando estar nos EUA discutindo no Departamento de Estado Americano (DEA) como diminuir o tráfico de drogas no Brasil.

Confira a postagem feita pela RTVE:

http://www.rtve.es/noticias/20190626/detenido-sevilla-militar-bolsonaro-39-kilos-cocaina/1962040.shtml