Editor-chefe da Revista Fórum, o jornalista Renato Rovai avalia que o ataque do presidente Jair Bolsonaro ao presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, foi um tiro no pé que pode custar muito caro ao seu governo.

Jair Bolsonaro é um fascista.

E para essa gente não há limites civilizatórios, nem referências mínimas de senso de humanidade.

Ou seja, nada que um ser com essa posição político-ideológica venha a fazer ou dizer deveria surpreender quem tem discernimento e é sério nas suas decisões. Mas mesmo assim, isso acontece.

Ontem o presidente Jair Bolsonaro cometeu seu maior erro político. Isso não significa que disse algo muito fora da curva do que vem vomitando há muito tempo.

Mas ao atacar o presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz, usando a história do seu pai que foi morto pela ditadura militar, ele ultrapassou alguns limites que podem começar a construir uma frente mais ampla pelo seu impeachment.

Um presidente começa a cair no Brasil quando perde, além da maioria no Congresso, também o apoio de algumas instituições. As principais: CNBB, OAB e ABI, que, mesmo bem menor, expressa um valor fundamental, a liberdade de imprensa.

Com a declaração de ontem, Bolsonaro colocou a OAB pintada de guerra contra ele. Mais do que isso. Tirou da posição de conforto, do tal “isentonismo”, muitos “doutores” que não queriam se posicionar. Advogado que ficar quieto ou ao lado de Bolsonaro terá uma fatura muito alta a pagar quando a maré virar.

E, como jornalistas, advogados não têm nariz grande à toa, mas para sentir a mudança do vento e se reposicionar com rapidez.

A OAB usará de toda a sua força institucional e de articulação contra o mandato de Jair Bolsonaro. E em cada cidadezinha deste país há uma OAB. Ele, na sua arrogância, subestimou isso.

Se a economia estivesse andando bem, poderia ser algo tranquilo. Mas, não. A crise continua terrível. E se isso permanecer por mais 1 ano, a OAB pode se tornar a flecha envenenada contra o seu mandato.

Anotem a data de ontem nos seus caderninhos. E o que Bolsonaro disse. Esta declaração pode mudar os ventos da correlação política dos próximos tempos. Os fascistas também erram. E por isso também perdem.

Leia mais:

Bolsonaro é fascista? Listamos 13 frases do candidato para reflexão