O prefeito em exercício, Rogério Cruz, garante  que o ritmo de trabalho sera mantido nas diversas frentes de trabalho da Capital.

Rogério Cruz  visitou o Complexo Viário da Jamel Cecílio, trechos do BRT Norte Sul, avenida Leste Oeste e viaduto da Enel para garantir que as inaugurações ocorram com celeridade e beneficiem os goianienses na mobilidade urbana.

“Eu vejo, perfeitamente, que as obras estão em andamento. Esta obra é gigantesca, iniciada pelo ex-prefeito Iris Rezende, então nós pretendemos manter em andamento para que se cumpram os contratos”, afirmou Rogério Cruz sobre o Complexo Viário Jamel Cecílio, que já teve parte do projeto inaugurado por Iris Rezende.

 

“Tenho dito para as pessoas que os contratos têm que ser cumpridos, estamos cobrando isto dos empresários, das construtoras.”, acrescentou o prefeito em exercício ao enfatizar que concluir as obras é um dos compromissos do Plano de Governo do prefeito licenciado Maguito Vilela.

Acompanhado do secretário de Infraestrutura, Luiz Bittencourt, e de parte do secretariado da Prefeitura, as visitas tiveram o objetivo de averiguar o andamento das obras e ouvir as empresas que demonstram preocupação quanto à falta de materiais de construção no mercado, principalmente o aço.

Desde o início da pandemia de Covid-19, o mercado registra dificuldade na aquisição do produto e de outros insumos básicos da construção.

“Recebemos grande quantidade de obras estruturantes já no início da gestão, daremos continuidade para entregar dentro do cronograma previsto. Temos dinheiro em caixa e pretendemos cuidar para que elas sejam inauguradas no menor prazo possível para trazer melhorias no trânsito e na mobilidade urbana da nossa cidade. Há alguns problemas por parte das empresas na aquisição de materiais devido à pandemia, mas nos colocamos à disposição para ajudar a solucioná-los”, destacou o secretário de Infraestrutura.

Na Praça do Trabalhador, um dos locais visitados pela comitiva, o presidente da Associação dos Feirantes, Valdivino da Silva, cumprimentou o prefeito em exercício e discutiu o futuro da Feira Hippie, que vai funcionar no espaço requalificado com bancas padronizadas.

O local terá 1272 vagas de estacionamento para carros, motocicletas, bicicletas e ônibus e ainda um prédio de administração, equipado com enfermaria e três sanitários públicos. O projeto contempla ainda um posto da Guarda Civil Metropolitana para garantir a segurança dos visitantes.