O setor produtivo de Goiânia foi apoiado pela administração municipal nesta quarta-feira (6/1) com a sanção à Lei que concede Permissão de Uso a área desafetada à Associação Comercial e Industrial do Estado de Goiás (Acieg), na data em que comemora 84 anos de fundação. Ao sancionar o projeto, o prefeito em exercício, Rogério Cruz, destacou o interesse da gestão em manter parcerias que desenvolvam ainda mais a Capital.


O presidente da Associação Comercial e Industrial do Estado de Goiás (Acieg), Rubens Fileti, fez um resgate sobre a história da associação e destacou que o novo espaço permitirá à entidade ser um local de inovação tecnológico para atender o setor econômico da Capital com soluções que modernizem e desenvolvam a cidade.  “O Paço Municipal, hoje, é o hub de Goiânia, e será aqui, em um raio de três quilômetros, o centro das decisões econômicas e políticas, mas esta região será mais do que isso, tende a ser o centro de inovação e tecnologia, e podemos fazer parte deste ecossistema com a nossa inserção neste espaço.”, registrou Rubens

“Temos um caminho longo a seguir nos próximos quatro anos, para trabalhar e fazer com que Goiânia cresça mais ainda e desenvolva com o apoio de todos os empresários e comerciantes de nossa cidade”, afirmou Rogério Cruz. “Sabemos da importância do desenvolvimento e queremos contar com o apoio de todos os empresários que desejam colaborar com o Poder Público”, acrescentou o prefeito em exercício. Fileti.

O vereador Anselmo Pereira, que representou a Câmara Municipal, qualificou o evento como uma solenidade histórica para o setor produtivo. “Goiânia é o centro de convergência de infinitas atividades econômicas. No seu governo, no governo do nosso prefeito Maguito Vilela, que possamos criar os polos de atividade econômica, uma cidade moderna, avançada, tecnológica.”

Agrovia
A transformação da Avenida Castelo Branco em uma agrovia, uma das demandas do setor de agronegócio, foi abordada pelo presidente da Associação Comercial e Industrial do Estado de Goiás (Acieg) como um projeto que visa fortalecer o comércio de insumos agropecuários na região. Rogério Cruz afirmou que acompanhou o desenvolvimento do local nos últimos anos e que compreende a via como primordial, já que o agronegócio é uma das principais plataformas da Capital. O prefeito em exercício se mostrou sensível ao tema, que precisa compor o Plano Diretor. “Tenho certeza que ali podemos fazer acontecer muitas coisas, porém, nós teremos que reformular o Plano Diretor para que isto possa ocorrer. É preciso trabalhar no Plano Diretor para darmos sequência a esse projeto da Acieg”, enfatizou Rogério.