Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, não gostou de ouvir críticas ao governo Bolsonaro e bateu boca com um homem.

Durante uma entrevista improvisada na frente da Unidade de Pronto-atendimento (UPA) do Jardim América, em Goiânia,
Queiroga dizia aos jornalistas que todos os brasileiros acima de 18 anos serão vacinados até o final deste ano, quando um homem gritou: “Se o presidente não atrapalhar…”

O ministro retrucou: “Atrapalhar? O presidente colocou R$ 20 bilhões numa medida provisória”. O homem continuou: “Se ele não continuar atrapalhando. Ele trabalha para atrapalhar”.

Visivelmente irritado, o ministro repetiu o valor da medida provisória  e foi orientado por assessores a não responder.

Na saída do local, o homem voltou a protestar. “Fora Bolsonaro genocida. Caiado não se alie a isso, não. Você é muito mais que esse presidente. Queima seu filme, não”, disse.