Projeto de iniciativa popular propõe que vereadores recebem o mesmo vencimento que educadores municipais, deputados estaduais, o mesmo valor dos professores da rede estadual e federais e senadores,os proventos dos professores universitários.

 

Coordenador do Movimento 19 de Abril Pró-Melhoramento de Itapuranga e Região, Ronaldo de Castro tem uma proposta sui generis para mudar os rumos da política no país: vincular o salário de vereadores, deputados estaduais, federais e senadores aos vencimentos dos professores. “A base de tudo é a Educação. Nenhum país cresce se não valorizar os professores. No Brasil isto está invertido, temos que rever isto”, frisa.
Presidente do Podemos em Itapuranga, Ronaldo de Castro já foi candidato a prefeito, participou da coordenação da campanha do governador Ronaldo Caiado (DEM) na região e vem de uma longa militância política, tendo sido secretário do finado prefeito Sandoval Boaventura, chefe de gabinete da liderança do PDC, na época do saudoso deputado Nerivaldo Costa, e assessor no governo de Alcides Rodrigues. Em 1989 apoiou a candidatura de Caiado à presidência e em 1994, ao governo do Estado.

Para Ronaldo de Castro, os vereadores devem receber o mesmo que os professores da rede municipal de ensino; os deputados estaduais aos salários dos professores da rede estadual de ensino e os deputados federais e os senadores devem ter os proventos igualados aos dos professores das universidades federais. “Em países desenvolvidos como a Suécia, por exemplo, os professores tem salário maior do que o dos juízes. Na Coréia do Sul – que investe mais de 5% do PIB (Produto Interno Bruto) na Educação, a carreira de professor é uma das mais visadas no país. Se o Brasil não valorizar a educação não vai superar os seus problemas. Há muito se fala que os políticos não olham para educação, então vamos colocar eles para ganhar o mesmo que ganha um professor, e aí quem sabe, esta visão muda”, aposta.

Ronaldo de Castro informa que está colhendo assinaturas para propor um projeto de lei de iniciativa popular para levar o tema à apreciação no Congresso Nacional. Seu contato pode ser feito na sua conta do google+ ) ou no Faceebook ((Ronaldo Castro).