Em ação fiscal realizada ontem  (22/7) no Setor Norte Ferroviário, auditores fiscais da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh) apreenderam 10 veículos estacionados irregularmente na região e utilizados para depósito e comércio de mercadorias, o que é proibido pelo Código de Posturas do Município.

Todos os veículos foram encaminhados ao Depósito Público Municipal e somente poderão ser retirados após a comprovação de posse do carro e das mercadorias, bem como pagamento de multas.

A ação foi realizada em parceria com a Agência da Guarda Civil Metropolitana de Goiânia e tem por objetivo o cumprimento do Decreto Municipal, que adotou medidas para flexibilizar a abertura do comércio na capital, possibilitando o funcionamento de lojas, galerias e shoppings na região da 44. Além dos protocolos sanitários definidos pelos órgãos de saúde, o decreto determina também a proibição de estacionamento de veículos em algumas vias do Setor Norte Ferroviário.

“Uma forma que muitos vendedores tem de burlar a fiscalização na região é estacionando veículos nas vias locais para servirem de depósito e apoio para venda de mercadorias, os conhecidos carros-lojas, o que é proibido pela legislação. Uma das formas de coibir isso é o bloqueio de algumas vias e a proibição de estacionamento em outras, entretanto, eles continuam parando em locais proibidos e exercendo a atividade mesmo sob orientação dos fiscais quanto à irregularidade, o que motivou as apreensões desta quarta-feira”, afirma o secretário de Planejamento, Ariel Viveiros.

As ações de fiscalização na região foram ampliadas desde o último dia 31 de junho e visam possibilitar que, juntamente com as medidas sanitárias adotadas pela Associação Empresarial da 44, o comércio da região possa funcionar, garantindo que as medidas visando combater à propagação do Covid-19 na capital.