Em comunicado, prefeitura  de Aparecida critica a atuação da Polícia Militar de Goiás, orientando o fechamento do comércio em regiões de Aparecida de Goiânia.

A prefeitura esclarece que o comitê de prevenção à pandemia, constituído através da portaria 22/2021, pelo prefeito Gustavo Mendanha (MDB), estão cumprindo os protocolos definidos no isolamento intermitente, que já havia demonstrado bons resultados em 2020, quando foi adotado pelo município.

A modalidade de distanciamento social foi adotada com êxito pelo governo de Israel, e foi adaptado para Aparecida de Goiânia com análise técnica prévia de pesquisadores da Universidade Federal de Goiás (UFG), que prestou assistência ao município durante todo o ano de 2020.

A nota técnica frisa que:

“A Portaria 22/2021, publicada no diário Oficial Eletrônico em 14 de março, continua em vigor. Portanto, os comerciantes estão legalmente amparados paa seguir o isolamento social intermitente por escalonamento regional”.

O comunicado ressalta que “nesta quarta-feira, 17, fecham as macrozonas Centro, Garavelo, Expansul, Zona da Mata. As demais macrozonas podem funcionar, de acordo com a Portaria 22/2021”, frisa.

O comunicado reforça ainda que “qualquer alteração na estratégia será tomada pelo Comitê de Prevenção e Enfrentamento à Covid-19 em Aparecida e comunicada pelos canais oficiais da Prefeitura.