O convênio tem como finalidade apoiar financeiramente cerca de 700 famílias que atuam na Feira do Artesanato, possibilitando o aumento de suas produtividades e de suas rendas.

A assinatura do convênio entre a Prefeitura de Aparecida de Goiânia, Banco do Brasil  a Rede de Empreendimentos Econômicos, Sociais, Culturais e Solidários e Feira do Artesanato do município, ocorreu na sala de reuniões da Cidade Administrativa Maguito Vilela e irá beneficiar centenas de aparecidenses.

Por meio desta ação serão realizadas a alocação de recursos financeiros necessários à implementação do “Projeto Fortalecimento” proposto pela Rede de Empreendimentos Econômicos, Sociais, Culturais, Solidários e Feira do Artesanato de Aparecida e assim possibilitar aos grupos integrantes da Rede à aquisição de máquinas, equipamentos e matéria-prima para realização dos seus trabalhos.

O objetivo também é o de proporcionar o desenvolvimento técnico e empreendedor dos membros dos grupos. O valor a ser alocado ao Projeto é de R$ 500 mil.

Segundo o gerente Geral do Setor Público do Banco do Brasil, José Heriberto Júnior, o recurso foi disponibilizado, por meio do Projeto de Inclusão Socioprodutiva (PIS) da Fundação do Banco.

“Temos como objetivo levar melhorias na vida de cada família, contribuir com o crescimento local e orgânico, desenvolver junto com o município e com seus moradores. A participação da Prefeitura deu muita credibilidade para aprovação do convênio, que é muito rigoroso, então o grau de maturidade e seriedade do Projeto também facilitaram o processo”, salientou.

O prefeito Gustavo Mendanha comemorou a realização de mais um investimento que visa o desenvolvimento econômico do município e que proporcione fonte de renda aos aparecidenses.

“É com muita alegria que celebramos essa parceria em um momento em que o país está vivendo uma crise econômica por conta da pandemia. A Prefeitura está engajada em ações na área da saúde, no combate a pandemia, mas também temos trabalhado muito para qualificar a população profissionalmente, buscando métodos para ampliar oportunidades de emprego, fico muito feliz com mais esse benefício para os moradores”, destacou.

O Grupo Técnico Social da Secretaria Municipal de Habitação coordenou e viabilizou a realização do convênio.

“Em uma das visitas constantes da nossa equipe a à Associação Quilombolas Urbanas do setor Jardim Cascata, que é contemplada por moradias com o programa Minha Casa Minha Vida, constatamos muitas famílias que não conseguiam pagar ao menos a prestação mínima da casa que é cerca de R$ 50,00 apenas por falta de emprego e renda. Com isso, unimos esforços para ajudá-los e hoje estamos assinando esse convênio em que o Banco entra com a parte financeira e a Prefeitura com o trabalho social da secretaria, que vai dar apoio ao trabalho de cada família para que tenha sucesso”, explicou o secretário de Habitação de Aparecida, William Panda.

A Rede de Empreendimentos Econômicos, Sociais, Culturais, Solidários de Aparecida é um movimento composto por 13 grupos de associações: Associação Quilombolas Urbana Jardim Cascata, Grupo Arte Vida Bem Viver do Terra do Sol e Continental, Grupo de Saúde Mental Tecelagem Aurora, Grupo Mulheres Empreendedoras do Nova Olinda, Grupo Mãos Ativas, Grupo Cantinho da Beleza parceria com Associação de moradores do Santa Fé, Grupo Apoiar – parceria com Associação de moradores do Jardim Rosa do Sul, Grupo de Panificação Pão é Vida, Grupo Artesanato Arte com Amor, Grupo de Artesão do Residenciais Buriti Sereno I II e III, Cooperativa de Catadores de Aparecida (COOCAP), Cooperativa de Catadoras Feminina de Aparecida (COORFAP) e Feira Artesanal.

Presente na reunião, o vereador Sandro Oliveira mencionou a necessidade de qualificar e ajudar as famílias carentes a melhorarem suas rendas.

“Muitas pessoas têm ideias boas, mas não conseguem colocar em prática ou tem o desejo de conseguir uma qualificação e não têm as mínimas condições de buscarem novas oportunidades. Por isso que ações como está, que incentiva a produzir, é importante. Agora teremos muitas famílias qualificadas e com renda para seu sustento e dos seus”, sublinhou o parlamentar que estava ao lado do deputado Henrique Arantes (MDB