Governo Caiado tem 74,6% de expectativa positiva, o de Bolsonaro 78,4%,, homens estão mais otimistas do que as mulheres e maioria absoluta dos cidadãos espera recuperar o poder de compra nos próximos quatro anos.

 

Para os goianos o ano de 2019 será muito melhor do que o de 2018. É o que revela pesquisa do Instituto Grupom realizada no mês de dezembro. A população está muito otimista e tem grandes expectativas de melhoras na Saúde, onde 78,4% acreditam que será melhor, enquanto somente 6,2% avaliam que irá piorar. Em seguida está a Segurança (77,5%), Economia (75.5%), Economia (75,5%) e Emprego (73,5%).

Em relação ao governo de Ronaldo Caiado (DEM) o otimismo também é grande. Para 74,6% seu governo será melhor do que o anterior; 13,9% não souberam responder, 4,9% acreditam que será pior e 6,6% estimam que deverá ser igual. O pensamento positivo também se dá em relação ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ). Para 78,4%, Bolsonaro fará um governo melhor do que o de Michel Temer (MDB-SP), 11,5% acreditam que será pior; 4,6% não souberam dizer e 3,8% creem que será igual.

De acordo com Mário Filho, presidente do Grupom, este otimismo em relação a um novo governo não ocorria desde o período posterior à implantação do Plano Real. “O caminho que a população percorreu desde as manifestações de junho 2013,
as eleições de 2014, o impedimento da Presidente Dilma, a Lava Jato e, por fim, as eleições de 2018, gerou uma melhoria na expectativa em relação a
2019 de forma considerável e a esperança por dias melhores está estampada na fisionomia de cada um de nossos entrevistados”, frisa.

Segundo Mário, para a maioria, o ano 2018 foi árduo. A experiência e o aprendizado gerado nesse período fez com que o cidadão saísse de sua zona de conforto e fosse
para a rua. “Sem medo de políticos, de autoridades dos poderes estabelecidos.
A população deseja que os novos governantes invistam fortemente em segurança pública, saúde e emprego, além de impulsionar a economia
Brasileira”, observa.

Economia
De acordo com Mário Filho, os entrevistados dessa pesquisa indicam que a maior prioridade será deixar a crise no passado e retomar o crescimento do Estado e do País. A expectativa dos cidadãos é de recuperaram poder de compra. Eles sentem-se mais otimistas e com vontade de investir e consumir como o fizeram nos anos anteriores à crise.

Segurança
A sensação de insegurança e medo está presente na maior parte da população seja por efeito dos elevados índices de criminalidade ou pelo efeito da
super exposição da violência pela mídia. Portanto a segurança é um dos itens com maior expectativa de mudança e melhoria para o ano de 2019.
Nas cidades do nosso interior, onde a criminalidade real é menor, essa expectativa é igual a capital e as maiores cidades do Estado.

Qualidade de Vida/Saúde
A saúde é o serviço oferecido em relação ao qual a população tem a maior expectativa de melhoria para 2019. Ele direciona sua total convicção que os
gestores públicos irão realizar uma grande melhoria e maiores investimentos nos serviços básicos de saúde que beneficiará a população, principalmente
para os que não contam com planos de saúde.
Nos últimos anos o cidadão reclama e tem enfrentando o colapso da saúde pública, esse fator levou a obter o índice mais elevado neste estudo.

Oferta de Emprego
Em pesquisas realizadas neste ano e anos anteriores, a GRUPOM constatou que quando o indivíduo é perguntado sobre ter algum membro residente no
domicílio em situação de desemprego, uma parcela significativa afirmou que, naquele domicílio, havia um desempregado e que este não conseguia
retornar ao mercado de trabalho.

Síntese do Resultado
De uma maneira geral, a categoria de resposta “melhor e muito melhor” foi a resposta mais citada pelos entrevistados. As perguntas sobre a qualidade de
vida – relacionadas à saúde pública – e sobre o governo Bolsonaro, obtiveram a maior quantidade de respostas.

Na categoria “pior” quanto a expectativa do futuro governo Bolsonaro, foi a que recebeu o maior quantidade de respostas entre todas as variáveis