Em 2019, mais de 1,2 mil empresas foram formalizadas nesta modalidade em Aparecida.

Prefeitura de Aparecida, por meio da Superintendência de Micro e Pequenas Empresas, oferece capacitação para profissionais autônomos que procuram a Casa do Empreendedor com o objetivo de abrir uma empresa na categoria Microempreendedor Individual (MEI).  Em parceria com a Associação Comercial e Industrial de Aparecida de Goiânia (Aciag) palestras são ministradas duas vezes por semana para esclarecer diretos e obrigações do MEI.

“Quando o profissional chega à Casa Do Empreendedor para abrir sua empresa, nós indicamos a data da palestra para que ele possa conhecer tudo sobre o MEI antes de formalizar a abertura de um negócio. Nas palestras são destacados, por exemplo, os benefícios, as vantagens e também as responsabilidades de um MEI”, ressalta o superintendente de Micro e Pequenas Empresas de Aparecida, Elson Dias.

As palestras são ministradas pelo diretor de Fomento da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Abel Brito, nas quartas-feiras, às 14h, e nas sextas-feiras, às 9h, na sede da Aciag, que fica na Avenida Francisco Inácio Ferreira, no Residencial Solar Central Park. “Quem participa das palestras recebe um certificado emitido pela Casa do Empreendedor”, sublinha o superintendente.

As palestras também são abertas para pessoas que queiram apenas conhecer as regras relacionadas ao MEI. Mesmo que esse profissional não queira abrir uma empresa, ele pode participar gratuitamente. Para agendar uma data o interessado pode entrar em contato com a Casa do Empreendedor pelo telefone 3248-7231.

MEI

MEI significa Microempreendedor Individual, ou seja, um profissional autônomo. Quando você se cadastra como um microempreendedor individual, você passa a ter CNPJ, ou seja, tem facilidades com a abertura de conta bancária, no pedido de empréstimos e na emissão de notas fiscais, além de ter obrigações e direitos de uma pessoa jurídica.

Em 2019, a Casa do Empreendedor formalizou a abertura de mais de 1,2 mil empresas nesta categoria. Ao longo do ano passado, mais de 20 mil atendimentos entre orientações diversas e formalização de novas empresas foram realizadas.