Em artigo Delubio Soares reflete sobre a crise social, sanitária, política e econômica no Brasil.

Existe apenas um bem, o saber, e apenas um mal, a ignorância.” – Sócrates.

 

*Delúbio Soares de Castro

No momento político que estamos atravessando, temos que observar que fora da ciência, não tem evolução para o destino do País. Desde que os portugueses invadiram as praias brasileiras em busca de riquezas para o reino português, as riquezas naturais(ouro, madeiras,…) necessitaram de mão obras, tentaram escravizar os nativos(índios) que não aceitaram a dominação, solução encontrada pelos invasores( exterminio da população indígena) e patrocinar o tráfico de escravos da mãe África, para fazer o serviço pesado para continuar a pilhagem de riquezas da terra do novo mundo.

Os índios resistiram a dominação, os escravos resistiram à condição de escravos e sempre lutaram para ser homens e mulheres livres, uma luta de mais 4 séculos.

A nação brasileira é formada por descendentes dos nativos, europeus, africanos, árabes e asiáticos, que através da miscigenação formou o que hoje chamamos de brasileiros, com muito luta.

Esse povo brasileiro tem travado muitas batalhas pois a classe dominante sempre quis impor sua religião, seus costumes, e exploração da força de trabalho para garantir o seu poder, foi assim no Brasil Colônia de Portugal, no Brasil Império, na chamada República Velha(café com leite), no período getulista começa o processo de urbanização e industrialização do país.

Veio o período do desenvolvimentismo de JK, e várias tentativas de golpes(morte de Getúlio Vargas, tentativa de impedir a posse de JK, a tentativa de impedir a posse de João Goulart, e em 1964 é dado o golpe militar, com apoio da classe dominante e da igreja católica e da mídia.

No período da ditadura militar (corrupção e assassinatos) foi de um processo de desenvolvimento e crescimento econômico à custa da repressão brutal, e a tentativa de liquidar uma geração de brasileiros que sonhava com um país livre, soberano e com justiça social.

A sociedade brasileira resistiu à ditadura reconquistando os movimentos sociais, sindicatos, anistia, movimento estudantil (congresso da Histórico da UNE em 1979), inicia a luta contra a carestia e luta por melhores condições de vida, emprego e salário, as greves do ABC paulista que simbolizam a luta de todos os trabalhadores brasileiros, os camponeses reativam a luta histórica pela REFORMA AGRÁRIA.

Neste período de insurgência, conquistamos a reforma política, e os trabalhadores criam suas ferramentas de lutas partidárias. Destaque para a fundação do Partido dos Trabalhadores, PT, que foi um marco na reforma partidária.
O PT contribuiu muito pela democratização, DIRETAS JÁ, conquistas sociais desde sua fundação, e foi fundamental na elaboração (emendas populares) da nova Constituição do Brasil promulgada em 1988.

Os trabalhadores brasileiros nunca aceitaram a dominação política e econômica da sua força de trabalho. É sempre importante lembrar da lutas dos índios contra a dominação dos colonizadores, a luta pela independência de Portugal ( INCONFIDÊNCIA MINEIRA, a morte brutal de Tiradentes), a luta dos afrodescendentes (traduzida na lutas do quilombos, tendo como a importância de ZUMBI DOS PALMARES).

Com o processo de redemocratização os trabalhadores decidiram participar da luta pelo poder político.Isso foi considerado pelas classes dominantes e pela mídia como uma heresia, como assim os trabalhadores disputarem o poder político? A classe dominante entendia e entende até os dias atuais que trabalhador é para estar no batente 8 horas diárias, 6 dias por semana, que estudante é para estar nas escolas sendo preparado para o mercado de trabalho, sem nenhum questionamento, que os religiosos são para estar em seu templos, rezando, orando, para que todos os fies sejam abençoados por Deus.

Os trabalhadores decidiram disputar o poder político e lançam em 1989 várias candidaturas do campo progressista, sendo que para surpresa de todos, a campanha do líder operário Luíz Inácio da Silva, LULA, sobressai e vai ao 2º turno contra o candidato da burguesia nacional Collor de Mello. No segundo turno das eleições de 1989 foram usadas todo tipo de manobras (estrutura econômica, chantagem, caso Mirian Cordeiro, manipulação de pesquisas eleitorais, manobra da mídia, em especial do Jornal Nacional da Globo) para impedir a vitória dos trabalhadores expressa na campanha de LULA.

O companheiro LULA disputou as eleições presidenciais em 1994 e 1998, sendo derrotado pela articulação do centro com a direita e extrema direita representada por FHC.
Destaque para a campanha presidencial de 2002, onde a FRENTE DEMOCRÁTICA E POPULAR, representada por LULA e José de Alencar consagrou-se uma grande vitória eleitoral e política.

Os governos LULA E DILMA foram um marco na vida dos brasileiros, foi a primeira vez no Brasil que o estado foi colocado à disposição dos trabalhadores e trabalhadoras. Foram dados os passos para uma revolução silenciosa e pacífica na vida das pessoas do povo. Neste período várias conquistas foram efetivadas, programas econômicos e sociais foram implementados, o Brasil passou a ser reconhecido e respeitado no mundo todo, onde o passaporte brasileiro passou a ser motivo de orgulho. Neste período a produção industrial desenvolveu muito , a indústria automobilística chegou a produzir 3 vezes mais que a do governo FHC, aumentou a produção de grãos, os rebanhos bovino, suíno e a produção de frangos, as exportações brasileiras bateram todos os recordes.
Foram implementados programas que erradicaram a fome(bolsa família) e a miséria, criaram-se programas estruturantes na saúde (SAMU, UPAS, Brasil Sorridente, mais médicos, Farmácia Popular, fortalecimento do SUS, …); na educação aumentou o número de alunos das faculdades, ampliação da rede e de professores e técnicos em educação, ProUni, ingresso nas escolas de ensino superior ( ENEM, SISU), ampliação das escolas técnicas, criação do piso salarial do Magistério, Fies sem fiador, livrso didáticos, garantia em todo país da merenda escolar…

Na moradia foi criado o programa Minha Casa Minha Vida, construindo milhões de habitação de boa qualidade e entregue às famílias que tinham necessidade de moradia.

Na ciência e tecnologia foi grande o apoio ao desenvolvimento da ciência, na área nuclear, na energia, agricultura( Embrapa). Todo investimento em tecnologia permitiu à PETROBRÁS descobrir e explorar o petróleo em águas profundas abaixo da camada de sal, o PRÉ SAL, dando segurança a nossa suficiência de abastecimento interno e exportação de petróleo. A indústria naval deu um salto gigantesco, passando de menos de 10 mil trabalhadores para mais de 80 mil operários na indústria naval.

Nas eleições de 2014, a oposição não aceita o resultado das urnas e trama um golpe contra o BRASIL, através de uma articulação da classe dominante, da mídia, e do judiciário e fazem o impeachment da presidenta Dilma, sem crime de responsabilidade. A articulação golpista faz uma armação política e judicial para condenar LULA, prendê-lo e impedir de disputar as eleições em 2018.

Em 2018 fomos paras as eleições em condições fora da normalidade das eleições anteriores. O Companheiro HADDAD foi candidato a 20 dias das eleições, indo ao 2º turno com todas as chances de ganhar as eleições. Mas a classe dominante fez o mesmo de 1989, unificou-se e usou todos seus instrumentos: a difamação contra o PT, fake news, poder econômico e outros, o que levou a vitória de Jair Bolsonaro.
O governo do Presidente Jair Bolsonaro, desde a sua posse, é caracterizado por ataque aos direitos dos trabalhadores, insensibilidade social, elevando todo tipo de preconceito contra a população indígena, afrodescendente, contra os asiáticos, os latinos, e é um verdadeiro destruidor dos avanços políticos e sociais que o povo conquistou ao longo da nossa luta.

A pandemia é um capítulo a parte dessa tragédia anunciada, onde o governo abre mão de liderar o país para conter o avanço do novo coronavírus, e já são mais de 1.100.000 pessoas infectadas (subnotificados), pelo novo coronavírus. Já são mais de 50.000 mortes pelo COVID 19. O governo tem feito uma queda de braço com governadores e prefeitos, impedindo a liberação de recursos para os entes federados, e difamando-os. É um caos total, o distanciamento social virou uma guerra; quando as cidades decidem pelo afrouxamento do distanciamento social, aumentam o número de contaminados e de óbitos, obrigando a voltar ao distanciamento social novamente, e as pessoas não tem segurança nenhuma do que vai acontecer.
Outros países que têm governo, o quadro é muito diferente.

Na China, onde teve o primeiro surto divulgado, o governo chinês impôs um rigoroso distanciamento social, testando a população, isolando quem teve contato com alguém que foi atingido pelo coronavírus, dando toda assistência aos pacientes e seus familiares. A ação firme consegui debelar o surto do coronavírus.

O exemplo do Vietnã, onde o isolamento social foi rígido e a testagem em massa , evitou a propagação da pandemia, com resultado excelente, nenhum óbito.. Isto mostra como um país pobre mas um povo organizado, com firmeza, venceu o coronavírus. Sempre é bom lembrar que esse povo derrotou o poderoso exército norte americano na mais cruel invasão de um poderoso estado, ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA, contra um país pequeno e um povo pacífico. Essa foi a dura derrota dos americanos, e agora o povo vietnamita também derrota o coronavírus. Merece de todos nós UM VIGOROSO VIVA O POVO DO VIETNÃ, VIVA O POVO VIETNÃ, VIVA O POVO DO VIETNÃ….!

Temos um exemplo aqui na América do Sul. O Paraguai impôs um rígido isolamento social e o número de contaminados é inferior a 2.000 pessoas e número de óbitos até a presente data é de 13 pessoas, enquanto no Brasil o número de mortes ultrapassou o número de pessoas falecidas na guerra ( genocídio) da Tríplice Aliança imperial, mais de 50.000 mortes. Vale a pergunta: quem está ganhando a guerra, Brasil ou Paraguai?

No momento há um grande consenso no Brasil que o atual governo está deixando o país à deriva, e os setores progressistas querem outra solução. A direita diz que o Presidente tem que sair, mas continua apoiando a pauta econômica, de reduzir salários, de retirada de direitos, privatizações, onde o setor financeiro cada dia fica mais forte em detrimento da indústria nacional e colocando o Brasil refém dos EUA.

O atual governo virou as costas para os nossos irmãos da América Latina, da Comunidade Européia, da África, da China, dos Árabes, que são grandes parceiros comerciais e tecnológicos do Brasil.A médio prazo esta política de subserviência aos americanos será muito ruim para os brasileiros.

Há um grande debate sobre o ódio e discriminação racial, é importante cada militante do nosso Partido combata o ódio com ações de solidariedade, combater a homofobia e NAO BASTA NÃO SER RACISTA, TEM QUE SER ANTIRRACISTA E ANTIFASCISTA.

O tema da solidariedade é fundamental para o futuro da humanidade, cada militante sabe o que precisa fazer para dar apoio dentro de suas condições de vida, e a maior solidariedade que devemos prestar é lutar por uma sociedade igualitária, onde não haja explorados nem exploradores.

Quanto às eleições de 2020, o quadro eleitoral deste ano está fora de qualquer normalidade (pandemia). Então o partido deve refletir sobre as eleições de prefeitos/as e vereadores/as , que serão importantes para que cada cidade tenha um debate qualificado sobre a situação sanitária, política e econômica.

Os candidatos/as a vereadores/as vão debater em cada casa (presencial ou virtual), em cada rua, em todos os bairros das cidades o nosso programa que a chapa vai apresentar para a comunidade. É nessa caminhada que temos a oportunidade de ganhar mentes e corações de cada eleitor, nossa plataforma eleitoral deve ter propostas para o problemas concretos de cada cidade, tendo como referência a política nacional do PT.

As eleições de 2022 parecem ainda distantes, mas não estão. Cada ato de campanha em 2020 é uma ação política que influenciará 2022, assim como cada ação dos nossos parlamentares, Deputados Federais e Senadores, que estão fazendo um trabalho no Congresso Nacional que enche de orgulho a todos nós. Os governadores do PT estão dando conta do recado, dando respostas concretas aos problemas reais de seus estados, e se tornando referências nacionais, com ações governamentais importantes para 2022.

No debate sobre quem será o vencedor em 2022, se a extrema direita, o centro direita ou a esquerda, se depender da mídia e seus articulistas, a esquerda está liquidada , fora, totalmente fora da disputa. Devemos lembrar de qual lado está a mídia e quem são seus proprietários. Não são pessoas que pensam em um país com justiça social, soberania e solidariedade. O tribunal que nos importa é o tribunal do povo, que se pronunciará nas próximas eleições presidenciais. Este quadro se repete desde 1989, quando lançamos a candidatura do operário LULA.

Para as próximas eleições presidenciais vamos apresentar uma plataforma (Programa Democrático e Popular), que dará respostas às necessidades do povo brasileiro. Nosso candidato será LULA. O BRASIL VOLTARÁ A SER FELIZ.

O mais importante para o momento eleitoral é a dedicação militante de cada FILIADO/A e de cada SIMPATIZANTE das causas políticas, sociais e da solidariedade ao povo brasileiro, para que cada município possa voltar a ter perspectivas de um futuro de desenvolvimento , progresso, e solidariedade entre as pessoas.
Neste momento de crise, temos que fortalecer o nosso PT e suas lideranças, e continuar a batalha por LULA LIVRE, LULA INOCENTE. O PT em 2018 consolidou uma nova liderança que representou com muito brilho o Partido Trabalhadores e as forças democráticas do país, por isso todo apoio ao COMPANHEIRO HADDAD.

Diante de crise sanitária, econômica e social, buscar a unidade dos setores progressistas para enfrentar a pandemia, a crise econômica e social. Articular com a classe trabalhadora da cidade e do campo para este enfrentamento. Chegou a hora da “onça beber água”.

É hora de:
FORA BOLSONARO.
IMPEACHMENT JÁ.

Termino com uma frase milenar, atualizada pelo físico Stephen Hawking: ” Não importa quanto a vida possa ser ruim, sempre existe algo que você pode fazer, e triunfar. Enquanto há vida, há esperança”

Delúbio Soares de Castro, é professor de Matemática fez parte da fundação do PT, da CUT e CPG-Sintego.