“Rezemos pelos 272 soterrados. E lamentemos a contaminação de toda a bacia” Em vídeo, pontífice manifesta solidariedade a todos os que sofrem pelo crime socioambiental da Vale. E volta a falar em preservação do planeta.

RBA – São Paulo – O papa Francisco divulgou ontem (25) mensagem em que relembra o primeiro ano do crime socioambiental da Vale, que deixou 272 mortos, 11 desaparecidos, contaminou o rio Paraopeba e prejudicou a atividade de pesca, que traz o sustento para mais de 300 pessoas.

“Neste primeiro aniversário da tragédia de Brumadinho, rezemos pelos 272 irmãos e irmãs que foram soterrados. E lamentamos a contaminação de toda a bacia fluvial”, disse. Na mensagem, o pontífice não menciona dados oficiais, e sim dos atingidos, que consideram as duas gestantes mortas pelo rompimento da barragem no Córrego do Feijão.

Nesta semana, o Ministério Público estadual de Minas Gerais denunciou a  por homicídio duplamente qualificado, o ex-presidente da Vale, Fabio Schvartsman, 11 funcionários da mineradora e cinco da empresa de certificação, testes e inspeções Tüv Süd, que atestou a segurança da barragem.

Assista:

REGISTRADO EM: