Intenção é distribuir 120 milhões de exames, a partir de outubro, para mais de 130 nações de baixa e média renda.

Nara Lacerda -Brasil de Fato – São Paulo (SP) – A Organização Mundial da Saúde (OMS) pretende enviar 120 milhões de testes rápidos da covid-19 para países de baixa e média renda. Segundo a organização, 133 nações devem receber os exames. A intenção é iniciar a disponibilização já no mês outubro e a distribuição será realizada pelos próximos seis meses.

De acordo com a OMS, os testes serão destinados a regiões de difícil acesso, com baixa infraestrutura em saúde. A expectativa é de que a ação ajude a responder suspeitas de surtos em locais remotos, identificar contaminados onde há transmissão comunitária e testar populações que têm alta exposição, como trabalhadores essenciais, inclusive da área da saúde.

A OMS não detalhou quais são as nações que devem receber o projeto. Serão disponibilizados testes de antígenos, que permitem resultados em até 30 minutos, já que não dependem da estrutura de um laboratório. Esse tipo de exame identifica proteínas específicas produzidas pelo novo coronavírus. O investimento por unidade será de US$ 5, em torno de R$ 28.

::Entenda as diferenças dos testes para o novo coronavírus::

Parte do dinheiro, US$ 50 milhões, será disponibilizada pelo chamado Fundo Global, grupo internacional de financiamento em saúde. O diretor executivo do Fundo, Peter Sands, destacou que a iniciativa pretende diminuir a desigualdade na distribuição global dos exames.

“Neste momento, países de alta renda estão conduzindo 292 testes por dia a cada 100 mil habitantes. Os países de renda média alta, 77 a cada 100 mil; os de média baixa, 61; e os de baixa renda, 14.”

:: Brasil é o segundo país do mundo em mortes, mas apenas o 63º em testes para covid ::

O Brasil, está na 82ª posição na lista dos países que mais testam no mundo, apesar de ser o terceiro que mais registra números absolutos de contaminados e o segundo em óbitos. Atualmente, o país tem 4.745.464 casos e 142.058 mortes pela covid-19.

O que é o novo coronavírus?

Trata-se de uma extensa família de vírus causadores de doenças tanto em animais como em humanos. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), em humanos os vários tipos de vírus podem provocar infecções respiratórias que vão de resfriados comuns, como a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), a crises mais graves, como a Síndrome Respiratória Aguda Severa (SRAS). O coronavírus descoberto mais recentemente causa a doença covid-19.

Como ajudar quem precisa?

A campanha “Vamos precisar de todo mundo” é uma ação de solidariedade articulada pela Frente Brasil Popular e pela Frente Povo Sem Medo. A plataforma foi criada para ajudar pessoas impactadas pela pandemia da covid-19. De acordo com os organizadores, o objetivo é dar visibilidade e fortalecer as iniciativas populares de cooperação.

Edição: Rodrigo Chagas