Jair Bolsonaro voltou agredir repórter e Magda Mofatto, de fuzil na mão, saiu de helicóptero à procura de Lázaro.

O Brasil assistiu perplexo duas cenas estapafúrdias: mais um “piti” do presidente contra a liberdade de imprensa, e o populismo fascista que tomou conta da deputada federal Magda Mofatto.

Em mais um ato de descontrole, Jair Bolsonaro atacou nesta segunda-feira (21) uma jornalista de uma afiliada da TV Globo, além de insultar a própria emissora e a CNN Brasil. O chefe do governo federal ainda se mostrou decepcionado pela cobertura jornalística das manifestações do último sábado (19), que reuniram mais de 750 mil pessoas no Brasil e no mundo.

Questionado por uma repórter sobre a dispensa do uso de máscara, Bolsonaro se irritou e passou a fazer uma série de ofensas à imprensa: “vocês não ajudam em nada”.

Nem mesmo a própria equipe do governo escapou do surto de Bolsonaro, que mandou seu “staff” “calar a boca”.

Confira o vídeo:

Depois dos impropérios do presidente contra a imprensa – devidamente rebatidos pela ABI (Associação Brasileira de Imprensa), que pediu que o presidente renuncie -, adveio o surto proto-fascista de Mofatto.

Num vídeo nas suas redes sociais,  a parlamentar diz, com fuzil nas mãos,  dentro de um helicóptero, que irá pegar o foragido Lázaro, que há 13 dias foge da polícia, já que, segundo ela, Caiado não teria conseguido.

“Te cuida, Lázaro. Se o Caiado não deu conta de te pegar, eu estou indo aí te pegar”, frisa Magda Mofatto.

As manifestações do último sábado, que levaram quase um milhão de pessoas às ruas tinham como mote: “Mais comida no prato, menos bala e mais vacina”.

Parece que Bolsonaro é Mofatto ainda não entenderam o recado das ruas.