João Batista, o profeta que anunciou a vinda de Cristo, teve sua cabeça servida numa bandeja de prata pelo capricho da princesa Salomé, que pediu o sinistro presente para só depois atender aos caprichos do rei Herodes. Ontem, 24/06, data que os católicos celebram o nascimento de São João,  a TV Record comunicou que ao jornalista Paulo Henrique Amorim que ele está afastado do programa Domingo Maior, do qual é âncora há 14 anos.

Realmente, tudo que a Record faz é bíblico! Afinal, Paulo Henrique Amorim desde 2014 vinha pregando sozinho no deserto da grande mídia contra os ímpios que tramaram contra a democracia no conluio Globo-Moro-Lava Jato.

Nota

A notícia do corte de PHA foi noticiada no blog Notícias de TV,  do jornalista Daniel Castro no UOL:

“A Record convocou o apresentador para uma reunião na tarde desta segunda-feira (24) e lhe comunicou que ele está fora do programa. Amorim, que tem contrato até 2021, não será demitido. A Record confirma a informação.”

Na sua nota, Daniel Castro dá a entender que PHA foi afastado a pedido do Palácio do Planalto:

“Nos últimos meses, ficaram fortes os rumores de que o jornalista teria sido demitido da Record por ser um ferrenho crítico do governo de Jair Bolsonaro (PSL), principalmente do ministro da Justiça, Sérgio Moro”.

… – Leia mais em https://noticiasdatv.uol.com.br/mobile/noticia/daniel-castro/apos-resistir-pressao-politica-record-afasta-paulo-henrique-amorim-da-tv-27723?cpid=txt

No mês passado o historiador Marco Vila foi afastado da Jovem Pan por críticas a Bolsonaro. Pelo visto, a censura está de volta. Parabéns aos paneleiros.