Edward Snowden, ex-analista de sistemas da Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos, a NSA, defendeu as publicações do Intercept Brasil sobre as irregularidades da Lava Jato que vêm sendo revelados pelos jornalistas do site, dentre eles Glenn Greenwald.

Os dois tornaram-se conhecidos mundialmente em 2013, quando divulgaram em parceria a existência dos programas secretos de vigilância global dos Estados Unidos, efetuados pela sua Agência de Segurança Nacional (NSA).

“Toda publicação de conversa privada causa algum desconforto, mas acho que ministros, políticos, procuradores e juízes devem estar sujeitos a desconfortos desse tipo. São eles que decidem quem vai para a cadeia, quem é libertado, quem vive, quem morre, como será nosso futuro. Não importa de onde a informação veio. Se ela é de interesse público e verdadeira, que seja divulgada”, afirmou Snowden à revista Veja.