A Congregação do Santíssimo Redentor em Goiás publicou uma nota para anunciar a morte do padre, que gozava de muito popularidade entre os cristãos católicos

Veja a nota:

“Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé.Agora me está reservada a coroa da justiça, que o Senhor, …” 2Tm 4,7-8

Com profundo pesar comunico a morte, nesta noite de sábado, do padre Jesus Flores. Uma voz forte em defesa da vida, que foi calada pela Covid19. O jornalismo católico no Brasil deve muito ao padre Jesus, na prática do dia a dia. Ele era um operário da comunicação como nós. Descanse em paz!

Jesus Flores estava na UTI do Hospital do Coração em Goiânia, vítima da covid-19,  apesar de ter recebido  as duas doses da vacina. O religioso tinha problemas cardíacos e estava com apenas 25% de sua capacidade cardíaca, segundo relatos da congregação.

Padre Jesus erasacerdote há 62 anos, atuando na Congregação do Santíssimo Redentor. Ele se notabilizou pelo seu programa diáriona Rádio Difusora de Goiânia, sendo reconhecido pelos ouvintes por seus comentários precisos e contundentes sobre a vida política estadual e nacional.

Além de Jesus Flores, outros redentoristas estão contaminadospela covid-19,  dentre eles o padre José Zamuner, de 81 anos, que foi internado e os sacerdotes Geraldo Teixeira, 65, e Henrique Demartini, 80, estão com sintomas leves. O padre Welinton Silva, 34, está assintomático.

Sepultamento

 

Fiéis, amigos e admiradores do Padre  Jesus Flores realizam a partir das 8h30  uma concentração de veículos no trevo de Trindade. O cortejo segue pela Rodovia dos Romeiros até a Igreja Matriz de Trindadeedepois vai  para Basilica do Divino Pai Eterno sera realizada a encomendação. As 10h será feito  o sepultamento no cemitério local.