O príncipe, também chamado de duque de Edimburgo, foi casado com a rainha do Reino Unido, Elizabeth II, por 73 anos.

Do SputnikBrasil

Ainda de acordo com o palácio, Philip faleceu “em paz” na manhã desta sexta-feira (9).

Em nota, o Palácio de Buckingham comunicou:

“É com profunda tristeza que sua majestade, a rainha Elizabeth II, anuncia a morte de seu amado marido, sua alteza, o príncipe Philip, duque de Edimburgo.”

Recentemente, a autoridade havia apresentado problemas de saúde. Em 16 de fevereiro, o mesmo foi enviado ao Hospital King Edward VII, no Reino Unido, após se sentir mal.

Duas semanas depois, o príncipe foi transferido para uma outra unidade hospitalar, para tratar uma infecção e problemas cardíacos.

Em 16 de março, o palácio comunicou que ele havia saído do hospital e que estava com “boa energia” e “confortável”.

Na residência oficial do premiê britânico, Boris Johnson, a famosa rua Downing número 10, a bandeira britânica foi hasteada a meio mastro.

A bandeira é arriada na residência do premiê britânico

Em declaração, o premiê britânico reagiu à notícia do falecimento dizendo:

“Hoje nós lamentamos com a sua majestade, a rainha. Expressamos nossas condolências a ela e a toda sua família, e agradecemos como uma nação e reino pela vida extraordinária e trabalho do príncipe Philip, duque de Edimburgo”, disse Boris Jhonson.

Philip dedicou sua vida ao serviço real e à sua esposa, a rainha Elizabeth II. Seu falecimento acontece há poucos meses de seu centenário, que seria comemorado em junho deste ano.

O membro da família real britânica nasceu em 10 de junho de 1921, em Mon Repos, na Grécia. Contudo, seu primeiro encontro com a futura esposa e rainha aconteceu em 1934, segundo o tabloide The Sun.

Aos 18 anos, Philip ingressou na Marinha Real Britânica, servindo nas frotas do Mediterrâneo e do Pacífico. Seu casamento com Elizabeth II foi celebrado em novembro de 1947.

No ano seguinte, o casal teve seu primeiro filho, o príncipe Charles. Ao total, ambos tiveram três filhos e uma filha.

A autoridade se aposentou de seu serviço público aos 96 anos em 2017.

Ainda não foram divulgadas informações sobre seu funeral.

Conheça o lado racista do finado principe:

O príncipe Philip foi um racista ferrenho. Por Hamid Dabashi