Pesquisa feita pelo jornal Metrópoles de Brasília, mostra que maioria dos representantes de Goiás na Câmara e no Senado, são contra cassar o mandato do presidente

Levantamento realizado pelo jornal Metrópoles no Congresso Nacional mostra que ainda não é possível definir se o presidente Jair Bolsonaro corre risco num eventual processo de impeachment. Cerca de 137 pedidos de afastamento do mandatário dormem na gaveta do presidente da Câmara dos Deputados,  Arthur Lira.

Segundo a reportagem,que ouviu 231 deputados,  95  são a favor de cassar o presidente e 117, contra  e 19 indecisos. Na bancada de Goiás somente Elias Vaz (PSB) e Rubens Otoni (PT) votariam pelo impeachment,  8 são contra, um indeciso e 6 não responderam.

No Senado Federal, 15 são declaradamente a favor da cassação e outros 15 se dizem contra. Dos 81 senadores, 48 preferiram não declarar. Da bancada goiana Jorge Kajuru (Podemos) e Luiz do Carmo (MDB)  declararam voto contra e Vanderlan Cardoso (PP), não respondeu.

 

Como votaram os deputados goianos

  • Adriano do Baldy (PP) – não respondeu
  • Alcides Rodrigues (Patriota) – não respondeu
  • Célio Silveira (PSDB) – contra
  • Delegado Waldir (PSL) – não respondeu
  • Elias Vaz (PSB) – a favor
  • Flávia Morais (PDT) – indecisa
  • Francisco Júnior (PSD) – contra
  • Glaustin da Fokus (PSC) – contra
  • João Campos (Republicanos) – não respondeu
  • José Mario Schreiner (DEM) – contra
  • José Nelto (Podemos) – contra
  • Lucas Vergílio (Solidariedade) – não respondeu
  • Magda Mofatto (PL) – contra
  • Major Vitor Hugo (PSL) – contra
  • Professor Alcides (PR) – não respondeu
  • Rubens Otoni (PT) – a favor
  • Zacharias Calil (DEM) – contra

Como votaram os senadores goianos

  • Jorge Kajuru (Podemos) – contra
  • Luiz do Carmo (MDB) – contra
  • Vanderlan Cardoso (PSD) – não respondeu