Portal brasiliense informa que Jaqueline Roriz e Weslliane Roriz foram condenadas a três anos de prisão em regime aberto. Ainda cabe recurso na decisão.

A ex-deputada federal Jaqueline Roriz e a irmã mais velha dela, Weslliane Roriz, foram condenadas a três anos de prisão, em regime aberto, pelo crime de lavagem de dinheiro e ao pagamento de multa no caso do edifício Monet, em Águas Claras. O episódio foi denunciado pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), que acusava o ex-governador Joaquim Roriz de interferir na liberação de empréstimo de quase R$ 7 milhões do Banco de Brasília (BRB) aos irmãos Roberto e Renato Cortopassi para a construção do prédio residencial.

Ainda foram condenados na ação fazendária Roberto Cortopassi Junior e Renato Salles Cortopassi. Eles deverão cumprir 5 anos 8 meses de reclusão em regime inicial semiaberto. A pena do ex-presidente do BRB Tarcisio Franklin de Moura, Antonio Cardozo de Oliveira e Geraldo Rui Pereira, também réus no processo, foi fixada em 2 anos e 8 meses de reclusão em regime inicial aberto. Todos os réus terão também que pagar multa. Ainda cabe recurso da decisão.

Leia mais no site do Metrópoles.