Prefeito, vereadores e vice tomam posse no auditório da UFG. Decreto da Câmara Municipal aprovado na terça-feira (29), permite a Maguito tomar posse a distância, pedir licença e passar o cargo ao vice-prefeito até a sua recuperação.

O prefeito eleito Maguito Vilela (MDB) vai tomar posse na sexta-feira (1) através de assinatura eletrônica. O emedebista, que está internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, não prestará juramento e não participará de transmissão pública do cargo.

A definição saiu após reunião da comissão de transição na manhã desta quinta-feira (31). O modelo de posse é inédito e só se tornou possível após a Câmara de Vereadores aprovar, na terça-feira (29), resolução que permite posse virtual.

A equipe jurídica do MDB avaliou o cenário para evitar questionamentos na Justiça. Recentemente, o grupo chegou a aventar a possibilidade de um tabelião e alguns vereadores irem ao hospital para garantir a posse. No entanto, por aconselhamento da equipe médica, a ideia foi descartada.

Como Maguito ainda está em processo de recuperação, o novo formato, com assinatura eletrônica, visa preservá-lo.

A posse para prefeito, vice e vereadores será realizada na sexta-feira (1), as no auditório da Universidade Federal de Goiás (UFG).

 

Recuperação

No último boletim divulgado pelo Hospital Albert Einstein, a equipe médica revelou que o prefeito Maguito Vilela já se encontra com mais períodos desperto, o que configura melhora no seu quadro clínico:

“O senhor Luís Alberto Maguito Vilela encontra-se internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, desde o dia 27 de outubro para tratamento da Covid-19. Segue na UTI, em diálise, traqueostomizado, em ventilação mecânica, com níveis adequados de oxigenação. Responde aos estímulos e apresenta longos períodos de despertar”, informa.