O candidato recebeu do presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Goiás (OCB/GO), Luís Alberto Pereira, 14 sugestões para serem consideradas no plano de governo.

O candidato a prefeito de Goiânia pela coligação Pra Goiânia Seguir Em Frente, Maguito Vilela (MDB), destacou o potencial do cooperativismo para fomentar inovação, desenvolvimento e criação de empregos.

“Sem dúvida nenhuma, eu vou incentivar muito o associativismo e o cooperativismo aqui na nossa capital. São inúmeras as áreas nas quais o modelo pode ajudar a ampliar a geração de emprego e renda”, afirmou Maguito, lembrando a importância das cooperativas do agronegócio, de crédito e da área da saúde para a economia.

O plano de governo de Maguito contempla propostas de valorização do modelo cooperativista, especialmente entre os jovens.

Maguito e Luís Alberto também falaram da manutenção de parcerias entre a Prefeitura e a OCB, que têm gerado benefícios à cidade. Um deles foi a revitalização do Jardim Botânico, cuja primeira etapa foi em parte bancada com recursos doados por cooperativas. Luís Alberto manifestou o interesse da entidade de implantar no próximo ano a segunda etapa do projeto, com novas benfeitorias no parque.

“Sempre defendi muito a parceria do Poder Público com o setor produtivo para atender a sociedade e fico muito feliz que a OCB já apresente projetos concretos para Goiânia. Se for eleito, celebrar esta parceria será um dos nossos primeiros atos”, afirmou o candidato. “São parcerias como esta que melhoram a qualidade de vida da cidade e mostram a importância do nosso trabalho”, destacou Luís Alberto Pereira.

Durante a reunião, Maguito ficou interessado em discutir programas socioambientais, como os que envolvem a gestão de resíduos sólidos, proposta da entidade. Ele também se mostrou sensibilizado com a situação dos motoristas do transporte escolar, que estão sem trabalhar por causa da pandemia, e se colocou à disposição para ajudar no que for possível.

Inovação

O presidente da OCB/GO apresentou ao candidato o espaço de inovação InovaCoop, cujo objetivo é fomentar networking e produtividade no modelo de cooperação. Uma das demandas apresentadas a Maguito Vilela pelo dirigente da OCB foi o incentivo à inovação no cooperativismo e o cooperativismo de plataforma. “É importante que haja integração de todos os atores: institutos de ensino e pesquisa, entidades e organizações e os municípios, que devem incentivar e fomentar programas de inovação no cooperativismo, que é um passo importante para iniciar a transformação digital dentro das cooperativas e que reflete em toda a comunidade”, destaca o documento.

Outras sugestões colocadas no documento são instituir a política municipal de apoio ao cooperativismo, promover parceria nos projetos de resíduos sólidos, estimular emprego e renda através de arranjos produtivos locais e agricultura familiar por meio do cooperativismo, além de gerir recursos municipais junto às cooperativas de crédito.

Maguito tem dedicado parte da campanha para visitas institucionais com o objetivo de dialogar com setores econômicos e demais entidades da sociedade civil para acrescentar ao seu programa de gestão. “Precisamos ouvir as demandas e conhecer propostas para incorporar ao projeto de gestão. Quero fazer uma administração parceira do setor cooperativista de Goiás”, afirmou.