Em sabatina virtual, candidato defendeu investimentos em segurança, estímulo à economia da região, revitalização integral, entre outras propostas.


O candidato pelo MDB a prefeito de Goiânia, Maguito Vilela, defendeu nesta quarta-feira (14) um conjunto de ações para incentivar a ocupação sustentável do Centro e fomentar os negócios na região, atraindo especialmente empresas na área de tecnologia e serviços. Na websabatina promovida pela Associação Comercial e Industrial do Centro de Goiânia e Adjacências (ACIC), o candidato também ressaltou a importância de “revitalizar a cultura do goianiense” por meio da música, arte, dança, teatro e gastronomia, entre outros, além de reforçar a segurança no local.

Wilson Manzan, presidente da Associação Comercial e Industrial do Centro de Goiânia e Adjacências (ACIC), apresentou as principais demandas da entidade, como benefícios tributários para que as empresas invistam no bairro, melhorias da infraestrutura da região, criação de um parque tecnológico para atrair startups e empresa da economia criativa, instalação de parquímetros, construção de edifícios garagens, além de toda atualização urbanística.

Maguito destacou a importância de tornar o centro atrativo, especialmente para os jovens. O emedebista ressaltou que, se eleito, vai reforçar as parcerias público-privadas, como acontece com o Relógio da Avenida Goiás, que foi reformado pelo Iphan e será mantido pela OAB/CASAG. “Vamos buscar parceria com todas as entidades, com o setor produtivo, para investir no Centro. É preciso estimular o ingresso de pequenas empresas da área de tecnologia e criar condições para que o setor de serviços especializados funcione bem na região. Melhorar o Centro é o sonho de todos os goianienses”, afirmou.

Entre as propostas defendidas por Maguito está a desoneração tributária, mecanismo para estimular a construção e ocupação de moradias da região. “Vamos zerar o imposto de ISTI, oferecer 3 anos de isenção de IPTU para quem adquirir um imóvel novo e ainda zerar a licença onerosa para estimular a construção de novos prédios residenciais. E é claro que vamos estimular o uso da fachada ativa, que é importante para melhorar a saúde e circulação dos moradores”, explicou ao citar também a padronização de calçadas e o cabeamento subterrâneo de eletricidade e fibra óptica, que será iniciado pela região. O aparato vai permitir a oferta de Wi-Fi potente e gratuito na região.

O programa de gestão do candidato também prevê a requalificação de calçadas, ruas e espaços de convivência; estímulo ao uso de equipamentos públicos e privados em desuso como oferta de moradia social; revitalização e manutenção do patrimônio Art Déco; promoção de eventos culturais e mais segurança no Centro. “Vamos instalar mais de 1.200 câmeras de vigilância em Goiânia, equipamentos modernos, com boa resolução, que dê condições para que o Centro de Inteligência Tecnológica vigie e traga efetivamente a segurança para moradores e comerciantes”, afirmou Maguito.

Também participaram da videoconferência o presidente do Sindicato dos Proprietários de Pit Dogs de Goiânia (Sindpit-dog), Ademildo Pereira de Godoy e o presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás (Acieg), Rubens Fileti, além de convidados.

Desburocratização

Pela manhã Maguito teve uma agenda institucional no Conselho Regional de Contabilidade (CRC-GO) para apresentar propostas e colher informações para o plano de gestão. O presidente do CRC-GO, Rangel Francisco Pinto, defendeu ao candidato medidas para desburocratizar os processos que envolvem a abertura e fechamento de empresas no município. Maguito tem afirmado que pretende implementar uma gestão ousada e focada na desburocratização da máquina pública.