Numa troca de elogios pelo twiiter, governador e ex-presidente ressaltaram a importância de deixar de lado divergências e salvar vidas.

Lula (PT)  elogiou o trabalho de João Dória (PSDB-SP) em conter a pandemia.

“Nossa obsessão agora tem que ser conter o coronavírus. Chegamos ao ponto de Dória ter wue mandar a PM invadir fábrica para pegar máscara. A gente tem que reconhecer que quem está fazendo o trabalho mais sério nesta crise são os governadores e prefeitos”.

João Dória respondeu:

“Temos muitas diferenças. Mas agora não é hora de expor discordâncias. O vírus não escolhe ideologia nem partidos. O momento é de foco, serenidade e trabalho para ajudar a salvar o Brasil e os brasileiros”

Após o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), se unir ao ex-presidente Lula (PT) na oposição a Jair Bolsonaro, o filho 03 do presidente foi ao Twitter mostrar a sua insatisfação.

Na manifestação feita na manhã desta quinta-feira (02/03), Doria, ao concordar com Lula, disse que “temos muitas diferenças. Mas agora não é hora de expor discordâncias. O vírus não escolhe ideologia nem partidos. O momento é de foco, serenidade e trabalho para ajudar a salvar o Brasil e os brasileiros”.

Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), que é vereador e integrante do gabinete do ódio, criticado por Doria, respondeu:

@CarlosBolsonaro Ainda precisa desenhar? Eis as duas bandas que formam a bunda:
Lula reagiu a provocacão.

“O problema é que o Bolsonaro é a própria crise. Um cara que tuíta fakenews, ele só quer continuar enchendo a sociedade de mentira em um momento sério como a crise do coronavírus. Ele dificulta quando ele deveria facilitar. Cria caso quando deveria dar solução. Podemos chegar a um pedido de impeachment de Bolsonaro, sim, na medida que ficar provado um crime de responsabilidade”, afirmou Lula em entrevista à rádio Super de Minas Gerais.

Para ele, “Bolsonaro não tem compromisso com a verdade” e “não poderia ser presidente do Brasil”.

Veja abaixo a entrevista completa:

 

Com informações do Conversa Afiada e Brasil de Fato