Os que acompanham, via internet, os violentos ataques diários do apresentador José Neumanne Pinto ao ex-presidente Lula, notam mudanças visíveis e evidentes no rosto do septuagenário militante da extrema-direita.

Neumanne passou, segundo a interpretação técnica de veterano cirurgião-plástico que comparou duas fotos (uma atual e outra de quase um ano), por “intervenção de alta intensidade, com a colocação de salientes próteses de silicone nas maçãs da face, além da utilização de materiais como o Botox para engrossar os lábios”.

Antes

Examinando vídeos recentes do YouTube, o cirurgião-plástico, cujo nome mantemos sob sigilo a seu pedido, também notou outra mudança radical: “as bolsas de gordura das pálpebras  foram retiradas, enquanto os olhos se cerraram um pouco mais, com fortes repuxos até atrás das orelhas, de uma forma não tão leve, adquirindo aparência um tanto quanto oriental, em técnica que chamamos na intimidade médica, de maneira muito bem-humorada e não pejorativa, de ‘Madame Butterfly’ ou ‘Gueixa’ “. Segundo o mesmo cirurgião as maiores expoentes desse modelo estético são a ex-primeira-dama da República Dona Maria Thereza Goulart e a cantora Elza Soares. A elas, agora, se junta o extremista Neumanne.

Depois

“As intervenções plásticas podem ser feitas sob duas perspectivas: a reparadora e a estética”, esclarece o experiente profissional. “O caso do jornalista Neumanne é um prodígio da medicina, pois é ao mesmo tempo reparadora de um rosto com o que pareciam ser terríveis deformações de nascença com a ousada tentativa estética de emprestar alguma aparência agradável à face claramente feiosa”, pondera.

O cirurgião termina com um veredicto técnico: “com o salário modesto de jornalista, a intervenção cirúrgica certamente foi igualmente realizada sem a pretensão de transformar um “Homem Elefante” em um “Belo Antônio”. Portanto, presume-se que os materiais podem ser de qualidade regular, o que garantirá muito pouco tempo de sustentação, voltando ao estado de terrível feiúra anterior”, adverte.