Comunicador, poeta, artista plástico e promotor cultural, Jordão era querido pelos amigos e admiradores.

O jornalista Eduardo Jordão, 77 anos, foi encontrado morto na noite de segunda-feira (28/12) na chácara onde morava em Abadia de Goiás, região metropolitana de Goiânia (GO). Em nota de pesar, a Polícia Civil de Goiás confirmou a informação.

“Informamos que o delegado Arthur Fleury está tomando as providências necessárias a fim de verificar se há indícios de morte violenta no caso”, diz o comunicado.

Uma equipe do Instituto de Criminalista esteve no local e realizou perícia. Ainda não há informações sobre o velório e o sepultamento.

Jordão foi editor e fundador do Jornal de Campinas, periódico que circulou por décadas no bairro mais antigo de Goiânia.

Artista plástico, poeta, e agitador cultural, Jordão  promoveu concursos de música e para revelar novos talentos nas artes plásticas.