O prefeito  Iris Rezende (MDB) reforçou o seu compromisso de ampliar as vagas para a educação infantil em Goiânia. Ontem ele assinou mais uma ordem de serviçopara a retomada das obras do CMEI Buena Vista III, na região Oeste de Goiânia. A meta é construir ou reformar 25 CMEI´s até o final da sua administração.

 

Iris observa que o CMEI Buena Vista IIII ficou com a construção parada desde 2015 devido a falência da antiga construtora, a obra já estava 90% concluída, faltando apenas reparos na rede elétrica, hidráulica, adequações quanto ao antigo projeto, reformulações no prédio, além da pintura e acabamento. O prefeito estimou em  60 dias o prazo de construção da unidade.

O CMEI do Residencial Buena Vista III atenderá até 160 crianças de seis meses a três anos, distribuídas em seis salas. “Estamos cumprindo as metas do Plano Nacional de Educação e até o final de 2020 ou início de 2021 teremos criado mais de 10 mil vagas na educação infantil. Das obras paradas vão surgir mais  2 mil vagas, outras 2 mil criadas com as salas modulares e mais de 6 mil com os 25 novos CMEISs autorizados pelo prefeito Iris Rezende”, destaca o secretário municipal de Educação, Marcelo Costa.

Sobre a expansão da rede com as novas instituições, o secretário explicou que foram abertos processos seletivos para contratação de professores e servidores administrativos. “Até o final do ano devemos abrir concurso para ir substituindo aos poucos os contratos e garantir a expansão da rede de educação”, ressalta.

O prefeito Iris Rezende, comentou que assumiu a gestão com muitas obras paradas por falta de pagamento e que, em dois anos, cortou gastos e aumentou receitas para retomar mais cem delas. “Só tenho pouco mais de um ano para terminar tudo isso, então vamos construindo uma praça aqui e trabalhando em outros projetos para terminar todo eles. Os novos CMEIs serão construídos nos locais onde há demanda, de forma a acabar com déficit de vagas na educação infantil”, destaca.

Dora Rodrigues, moradora do bairro, mãe da Rebeca, de 3 anos, e de Valentina, de 6, está ansiosa para que o CMEI entre em funcionamento. “Ele é muito aguardado pelos moradores que há mais de cinco anos. Muitos pais querem um lugar próximo de casa, onde possam deixar seus filhos”, conta.