Prefeito informa que a obra tem  custo de R$ 6,2 milhões e a sua construção fica pronta em sete meses. Objetivo é melhorar a passagem para mais de 120 mil habitantes das regiões Sul e Sudoeste da Capital.

O prefeito Iris Rezende autorizou na manhã de quinta-feira (19/9) o início da construção da ponte da Avenida dos Alpes sobre o Córrego Cascavel. A obra vai ligar a avenida homônima, na Vila dos Alpes, à Av. C-107, no Jardim América, passando sobre o trecho 3 da Marginal Cascavel.
Iris disse que a ponte é mais uma obra que a administração vai concretizar antes do fim do mandato e que resgata um desejo antigo da população, principalmente dos moradores da Região Sudoeste. “Estamos iniciando essa obra, licitada e contratada para concluir ainda no decorrer do próximo ano. Isso é fruto de esforço global de uma equipe que ocupa função pública para realmente servir a cidade e a população”, afirmou o prefeito.
O decreto que pune empresas que atrasem a entrega de obras também foi assunto durante a entrevista coletiva de Iris:
“Agora que estamos iniciando tantas obras, eu não quero que aconteça comigo, com a nossa administração, o que aconteceu na administração anterior: abria-se uma licitação e muitas vezes os concorrentes mergulhavam o preço conscientemente, iniciavam a obra e paravam para pressionar para reajustar (o preço).”
Intolerância com atrasos
O prefeito foi claro ao falar sobre a intolerância com atrasos intencionais: “Assinei o decreto porque vou botar na cadeia o empresário que participar de uma licitação da Prefeitura de Goiânia querendo levar a coisa de barriga, querendo tirar vantagem. Eu nunca aceitei isso quando governador e quando prefeito, agora achei por bem deixar assinado e publicado este decreto para que todos, ao participarem de uma licitação, o façam com seriedade”, concluiu.
Ponte
A nova obra vai beneficiar outros cinco bairros da Região Sudoeste: Jardim Ana Lúcia, Vila Mauá, Vila União, Vila Alvorada, Vila Bela e ainda os setores Bueno e Nova Suíça, atingindo mais de 120 mil pessoas.
A construção está orçada em R$ 6.256.932,12, a serem pagos com recursos do Tesouro Municipal. A empresa Duna Engenharia foi a vencedora da concorrência pública, do tipo menor preço, e vai fazer, além da ponte, terraplanagem, pavimentação, drenagem, sinalização, calçada acessível e obras complementares. O prazo para conclusão é de 210 dias, a partir do início dos serviços.
Histórico
O secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Dolzonan da Cunha Mattos, explicou que a obra, iniciada no início da década de 2010 e paralisada em 2012, já conta com as fundações construídas. Agora será feita a terraplanagem e a execução da superestrutura. “É uma obra tranquila de se executar e em sete meses estaremos com ela totalmente concluída porque é uma determinação do nosso prefeito que toda obra iniciada deve ter terminalidade até o fim do seu governo”, enfatizou.