Prefeito informa que folha será quitada nesta sexta-feira, 28;12, declara que vai dar início à construção de 1.456 casas populares, diz empréstimo com o Banco Andino  vai recapear todas as ruas da cidade, retoma obras da BRT e prepara inauguração de mais escolas, Cmeis e unidades de saúde.

O prefeito Iris Rezende fez confraternização de final de ano com os profissionais de comunicação jornalistas dos mais dos diversos veículos da Capital. Na oportunidade o prefeito apresentou balanço dos últimos dois anos de mandato e adiantou metas para os próximos dois anos e recebeu nova homenagem dos Correios: um selo comemorativo aos seus 60 anos de vida pública. “Enquanto tem muita gente encerrando a vida pública na cadeira, me sinto honrado em receber esta homenagem após seis décadas de dedicação à causa publica”, pontua.

A primeira notícia foi favorável aos servidores municipais: Iris anunciou que o pagamento da folha será feito nesta sexta-feira (28/12), numa demonstração de vitalidade das contas públicas, ante as dificuldades e incertezas do governo do Estado.

Iris enalteceu a parceria com o governo do Estado, mas colocou limites nos quais a prefeitura de Goiânia não pretende ceder, entre elas, a gestão plena das UTI´s (Unidades de Terapia Intensiva) da rede pública de saúde, a gestão do transporte coletivo da capital e cobrou melhoria nos serviços prestados pela Saneago aos goianieses, que há dois anos sofrem com a crise hídrica na capital.

“Enquanto tem muita gente encerrando a vida pública na cadeia, me sinto honrado em receber esta homenagem após seis décadas de dedicação à causa publica”,

“Vejo com muita reserva a intromissão do Estado em algumas questões que dizem respeito ao município. Devo dizer que tenho com o governador um relacionamento muito bom, vamos juntos discutir e solucionar os problemas em Goiânia da Saneago, do transporte coletivo e outras questões”, frisa.

BRT Norte Sul

A retomada das obras do BRT foi um dos destaques do balanço apresentado pelo prefeito, que anunciou que vai preservar o centro histórico de Goiânia, o chamado “Manto de Nossa Senhora”, que corresponde ao traçado atual da avenida Goiás  e das avenidas Araguaia, Tocantins,  Paranaíba e a Praça Cívica. “Estou estudando com a Caixa Econômica Federal a paralisação de dois trechos. Vamos concluir a obra até a Praça da Estação Ferroviária. E vamos fazer o segundo trecho do Terminal Isidória até Aparecida de Goiânia”, explica. “Esta é uma obra grande, difícil, complexa que vamos construir esta parte, até resolver definitivamente. Na minha opinião pessoal como prefeito eu entendo que seria uma violência com o projeto original da cidade intervir na Praça Cívica”, arremata. A previsão é concluir a obra até 2020.

Habitação

Nestes últimos dois anos a prefeitura contabilizou a entrega de 411 unidades habitacionais no Residencial Nelson Mandela, outras 1.080 no Jardins do Cerrado X e assinou na última quarta-feira, 26/12 parceria com a Agehab (Agência Goiana de Habitação), do governo do Estado, a construção de mais 1.456 casas populares em convênio com o Ministério das Cidades, Caixa Econômica Federal e governo do Estado. Neste novo conjunto estão previstas a construção de uma escola e um Cmei. O prefeito também comemorou a entrega de oito mil escrituras em 45 bairros diferentes no programa de regularização fundiária.

Pavimentação

Para os primeiros meses de 2019 o prefeito Iris Rezende espera concluir as tratativas com o Banco Andino no pedido de empréstimo de US$ 100 milhões (cerca de R$ 350,00). “Vamos utilizar este recurso para trocar todo o pavimento de Goiânia, que está aí a décadas e já necessita de substituição”, revela.

Iris ressaltou que retomou a produção na Usina de Asfalto do município, onde a brita é retirada da pedreira da prefeitura barateando custos e garantindo a operação tapa-buracos em toda cidade, que diariamente atende a 20 bairros da capital. Neste biênio, foi feita a recuperação asfáltica de 40 ruas e avenida e a previsão, com os recursos do Banco Andino é atingir 630 quilômetros de vias públicas.

“Já concluímos o asfalto no Village Santa Rita III, no Setor Santa Fé e no Setor Grajaú, e neste momento as máquinas estão pavimentando dez outros bairros como os Jardins do Cerrado I, II, III e IV, o Irisvile, o Sangui-lá, o Residencial Bertin Belchior e os residenciais João Paulo II, Vale dos Sonhos II e Jardim Colorado II”, enumera.

Educação

Uma das satisfações do prefeito em relação à Educação foi a a ampliação do número de vagas em Cmeis (creches) na capital. Foram inaugurado quatro Cmeis (Jardim América, CEI Suely Paschoal, Lar Faibano de Cristo e Jardim Europa II). Está em obras o Cmei Barra Vento e outros 13, cujas obras foram abandonadas pelas construtoras serão retomadas em 2019, após o conclusão do processo de licitação. Outro destaque foi a  convocação de 6.500 professores e servidores administrativos, aprovados em concurso público realizado na gestão anterior. “Aumentamos o número de vagas para as crianças nas creches e todas as 362 unidades escolares foram reformadas pelo programa Escola Viva, abrimos mais de 240 vagas para as crianças no Residencial Nelson Mandela e também cuidados dos professores, pagando 2.346 progressões verticais e horizontais para os administrativos da Educação”, aponta.

Saúde

A reabertura dos das unidades de saúde na Vila Redenção, no Recanto das Minas Gerais, Novo Horizonte e Urias Magalhães, foram alguns dos destaques na saúde municipal. “Algumas, como os Ciams do Novo Horizonte e do Urias Magalhães estavam fechadas há três anos, reformamos, colocamos para funcionar e reformamos também outras 60 unidades básicas de saúde, iniciamos a construção da UPA do Jardim América e retomamos as obras da Maternidade Oeste, e ainda fizemos correções no Samu”, conta. Outras duas UPAs, uma na Região Noroeste (Maria Pires Perillo) e outra no Residencial Itaipu (João Batista Júnior) estão passando por processos de habilitação e qualificação.

“Foram investimos quase R$ 2 bilhões (R$ 1,85 bilhão) na saúde, que corresponderam a 18,77% do orçamento municipal, sendo que mais de um milhão de consultas na rede própria e outras 772 especiaizadas foram realizadas”, detalha.

Transparência

A modernização dos serviços públicos e a desburocratização de procedimentos  foram realizados através dos programas “Uso do solo fácil”, “Alvará Fácil”,  RH Net, Portal de Dados abertos, além de outros serviços que devem ser apresentados neste próximo biênio.